Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10700
Tipo do documento: Dissertação
Título: Escherichia coli, adenovírus e enterovírus em amostras de água consumida em áreas rurais de Goiás
Título(s) alternativo(s): Escherichia coli, adenovirus and enterovirus in samples of water consumed in rural areas of Goiás
Autor: Lima, Fernando Santos
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/9162511540634652
Primeiro orientador: Carneiro, Lilian Carla
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/6506744224041777
Primeiro membro da banca: Scalize, Paulo Sérgio
Segundo membro da banca: Santos, Mônica de Oliveira
Terceiro membro da banca: Gabriel, Ellen Flávia Moreira
Quarto membro da banca: Gama, Aline Rodrigues
Resumo: O meio rural carece de serviços de saneamento básico. Assim, frequentemente, as instalações de obtenção de água e de disposição de esgoto ficam sob iniciativa de cada morador, os quais podem não contar com o recurso financeiro e o conhecimento técnico para construí-las e mantê-las funcionando adequadamente. Dessa forma, a água para consumo humano fica sujeita à contaminação fecal e, consequentemente, à presença de patógenos de veiculação hídrica, como os vírus entéricos. O objetivo desse trabalho foi avaliar a contaminação fecal de amostras de água proveniente de fontes individuais utilizadas para o abastecimento domiciliar em áreas rurais do Estado de Goiás. As amostras foram coletadas de 86 residências, distribuídas em 15 comunidades, cujas fontes de água eram poços tubulares, poços escavados, nascentes, mananciais superficiais e água da chuva. Utilizou-se como indicadores de contaminação fecal a bactéria Escherichia coli (EC), analisada pelo método do substrato cromogênico definido, e os vírus entéricos adenovírus humano (HAdV) e enterovírus (EV), analisados por qPCR. Observou-se que 90,7% das amostras apresentaram indicativo de contaminação fecal. As taxas de detecção foram 74,4% para EC, 57% para HAdV e 9,3% para EV. As médias de concentração desses indicadores foram, respectivamente, 8,34 x 101 NMP/100mL, 8,6 x 105 CG/L e 9,75 x 105 CG/L. O indicador EC foi o mais prevalente em amostras de água subterrânea e superficial. O indicador HAdV foi significativamente mais detectado em amostras de águas subterrâneas em relação as de águas superficiais e foi mais eficiente em indicar contaminação em poços tubulares. Em amostras de cisternas, os indicadores virais foram os mais prevalentes. Não foi observada associação de frequências nem correlação de concentrações entre EC e HAdV. HAdV indicou contaminação fecal humana e teve bom desempenho como indicador complementar. Esses resultados revelam que a população analisada está vulnerável a doenças de veiculação hídrica causadas por patógenos entéricos.
Abstract: The rural environment lacks basic sanitation services. Thus, the water supply and sewage disposal facilities are often under the initiative of each resident, who may not have the financial resources and technical knowledge to build and keep them functioning properly. Thus, water for human consumption is subject to fecal contamination and, consequently, to the presence of waterborne pathogens, such as enteric viruses. The objective of this work was to evaluate the fecal contamination of water samples from individual sources used for household supply in rural areas of the State of Goiás. The samples were collected from 86 homes, distributed in 15 communities, whose water sources were tubular wells, dug wells, springs, surface waters and rainwater. Escherichia coli (EC) bacteria, analyzed by the defined chromogenic substrate method, and the enteric virus human adenovirus (HAdV) and enterovirus (EV), analyzed by qPCR, were used as fecal contamination indicators. It was observed that 90.7% of the samples showed indications of fecal contamination. Detection rates were 74.4% for EC, 57% for HAdV and 9.3% for EV. The concentration averages of these indicators were, respectively, 8.34 x 101 NMP / 100mL, 8.6 x 105 CG / L and 9.75 x 105 CG / L. The EC indicator was the most prevalent in ground and surface water samples. The HAdV indicator was significantly more detected in groundwater samples than in surface water and was more efficient in indicating contamination in tubular wells. In cistern samples, viral indicators were the most prevalent. There was no association of frequencies or correlation of concentrations between EC and HAdV. HAdV indicated human fecal contamination and performed well as a complementary indicator. These results reveal that the analyzed population is vulnerable to waterborne diseases caused by enteric pathogens.
Palavras-chave: Comunidades rurais
Fontes de água
Qualidade da água
Contaminação fecal
Vírus entéricos
Rural communities
Water sources
Water quality
Fecal contamination
Enteric viruses
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (IPTSP)
Citação: LIMA, F. S. Escherichia coli, adenovírus e enterovírus em amostras de água consumida em áreas rurais de Goiás. 2020. 62 f. Dissertação (Mestrado em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2020.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/10700
Data de defesa: 23-Jun-2020
Aparece nas coleções:Mestrado em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (IPTSP)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Fernando Santos Lima - 2020.pdf1,03 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons