Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6627
Tipo do documento: Dissertação
Título: Teatro das emoções e emoções no teatro: diálogos entre neurociência e Stanislávski
Título(s) alternativo(s): Theater of emotions and emotions in the theater: dialogues between neuroscience and Stanislávski
Autor: Santos, Adailson Costa dos
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0352379347160471
Primeiro orientador: Camargo, Robson Corrêa de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9964594962008164
Primeiro coorientador: Fernandes, Adriana
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/4049068003650520
Primeiro membro da banca: Camargo, Robson Corrêa de
Segundo membro da banca: Fernandes, Adriana
Terceiro membro da banca: Calvert, Dorys Farias
Quarto membro da banca: Hartmann, Luciana
Quinto membro da banca: Reinato, Eduardo José
Resumo: Este trabalho analisa as perspectivas do sistema Stanislávski propostas pelo encenador russo Constantin Stanislávski (1863-1938), estabelecendo-se um diálogo com as recentes pesquisas da neurobiologia das emoções. Faz-se um estudo do percurso histórico sobre as emoções na história do pensamento ocidental, partindo de Platão na história antiga e culminando na compreensão das concepções do neurocientista português Antônio Damásio (1944) sobre a produção e interpretação das emoções humanas. Em seguida, investiga-se as propostas de interpretação “orgânica” de Stanislávski, focando principalmente no conceito e procedimentos da chamada memória emotiva. Realiza-se um estudo das concepções do psicólogo francês Théodule-Armand Ribot (1839-1916) sobre o conceito de memória afetiva (em francês, la memoire affective; em russo, Affectivnaia pamiat’) que dá suporte ao conceito utilizado por Stanislávski. Ao final, traça-se um diálogo dos conhecimentos apresentados onde se compreendem as construções biológicas que permeiam o sistema.
Abstract: This research analyzes the perspectives of Stanislavski’ system as proposed by the Russian director Constantin Stanislavski (1863 – 1938) in dialogue with recent proposals of the neurobiology of emotions. It begins with the main definitions about emotions in western history, starting with Plato and reaching conceptions posed by the Portuguese neuroscientist Antonio Damásio (1944) who investigate the production and interpretations of the human emotions. The work focuses on the proposals of the “organic” interpretation by Stanislavski, mainly on the concept and procedures of what has been called emotive memory. This discussion is based on the findings of the French psychologist Théodule-Armand Ribot (1839- 1916), and his concept of affective memory (in French, la memoire affective; In Russian, Affectivnaia pamiat’) that underpinned the concept used by Stanislavski. At the end, the thesis establishes the neurobiological construction that pervade the Stanislavski’ system.
Palavras-chave: Sistema Stanislávski
Emoções
Neurobiologia
Antônio Damásio
Memória emotiva
Stanislávski’ system
Emotions
Neurobiology
Antonio Damásio
Emotive memory
Área(s) do CNPq: ARTES::TEATRO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Música e Artes Cênicas - EMAC (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Performance Cultural (EMAC)
Citação: SANTOS, A. C. Teatro das emoções e emoções no teatro: diálogos entre neurociência e Stanislávski. 2016. 225 f. Dissertação (Mestrado em Performance Cultural) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6627
Data de defesa: 10-Mai-2016
Aparece nas coleções:Mestrado em Performances Culturais (EMAC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Adailson Costa dos Santos - 2016.pdf2,19 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons