Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7118
Tipo do documento: Dissertação
Título: Farmácias magistrais de Goiânia. Análise de não conformidades e penalidades aplicadas
Título(s) alternativo(s): Pharmacies magistrais of Goiânia. Analysis of non-conformities and penalties applied
Autor: Oliveira, Adriana Delcy de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/6718624163853286
Primeiro orientador: Diniz, Danielle Guimarães Almeida
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/6801755844853116
Primeiro coorientador: Dewulf, Nathalie de Lourdes Souza
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/1244479719591748
Primeiro membro da banca: Diniz, Danielle Guimarães Almeida
Segundo membro da banca: Garrote, Clévia Ferreira Duarte
Terceiro membro da banca: Silva, Ana Elisa Bauer de Camargo
Quarto membro da banca: Ferreira, Tatyana Xavier Almeida Matteucci
Quinto membro da banca: Zampieri, Ana Lúcia Teixeira de Carvalho
Resumo: A necessidade crescente de medicamentos, bem como o crescimento da atividade farmacêutica impulsionam a busca pela qualidade. Diversas ações de controle de processo e dos produtos acabados são constantemente revisadas. As ações da vigilância sanitária estão associadas ao processo de regulação, monitoramento e fiscalização de produtos e serviços, com a finalidade de prevenir e reduzir os riscos à saúde individual e coletiva na área da fiscalização. O objetivo do trabalho foi caracterizar e quantificar as penalidades de multa, apreensão, interdição e advertências em farmácias magistrais de Goiânia. A metodologia utilizada foi do tipo quantitativo, retrospectivo e analítico, com avaliação de relação entre o número de farmacêuticos, número de auto inspeção, proprietário farmacêutico e filiação e a quantidade de penalidades emitidas. Foram aplicados os testes de Kruskall Wallis e Qui quadrado. Os dados foram obtidos a partir do banco de dados da Vigilância Sanitária de Goiânia e das inspeções sanitárias que foram realizadas de acordo com a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 67/07, a qual dispõe sobre as boas práticas de manipulação de preparações magistrais e oficinais para uso humano em farmácias. Foram relacionadas as variáveis independentes (número de farmacêuticos; número de autoinspeções; filiação ou não a uma instituição de classe; propriedade de farmacêutico e as dependentes (número de multas, apreensões, interdições e advertência planejados na pesquisa. Os resultados obtidos indicaram que o número de farmacêuticos favorece a qualidade do trabalho desempenhado, que as farmácias que realizaram autoinspeção apresentaram baixa incidência de ocorrência de não conformidades (sofreram um menor número de multas), as farmácias afiliadas a instituições de classe sofreram um menor número de interdições e que o fato de o proprietário ser farmacêutico influenciou em um menor número de penalidades. O estudo apontou que quanto menor o número de autuações, apreensões e interdições em separado, menor o número total de penalidades.
Abstract: The growing need for medicines as well as the growth of pharmaceutical activity drive the quest for quality. Various process control actions and finished products are constantly reviewed. The actions of health surveillance are associated to the process of regulation, monitoring and inspection of products and services, in order to prevent and reduce risks to individual and collective health in the area of surveillance. The objective of this study was to characterize and quantify the penalties of fine, seizure, interdiction and warnings in magical pharmacies in Goiânia. The methodology used was quantitative, retrospective and analytical, with an evaluation of the relationship between the number of pharmacists, self inspection number, pharmaceutical owner and affiliation, and the number of penalties issued. The Kruskall Wallis and Chi square tests were applied. Data were obtained from the database of the Sanitary Surveillance of Goiânia and sanitary inspections that were carried out in accordance with the Resolution of the Collegiate Board of Directors (RDC) 67/07, which deals with good practices of manipulation of magisterial preparations and For human use in pharmacies. The independent variables (number of pharmacists, number of self-inspections, affiliation or not with a class institution, ownership of a pharmacist and dependents (number of fines, seizures, prohibitions and warnings planned in the survey) were reported. Of pharmacists favors the quality of work performed, that pharmacies that performed self-inspection had a low incidence of occurrence of non-conformities (suffered a lower number of fines), pharmacies affiliated to class institutions suffered a smaller number of prohibitions and that the fact The owner being a pharmacist influenced a smaller number of penalties. The study pointed out that the lower the number of assessments, seizures and prohibitions separately, the lower the total number of penalties.
Palavras-chave: Vigilância sanitária
Farmácia
Penalidade
Health surveillance
Pharmacy
Penalty
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade Farmácia - FF (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Assistência e Avaliação em Saúde (FF)
Citação: OLIVEIRA, A. D. de. Farmácias magistrais de Goiânia. Análise de não conformidades e penalidades aplicadas. 2017. 115 f. Dissertação (Mestrado em Assistência e Avaliação em Saúde) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7118
Data de defesa: 16-Mar-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Assistência e Avaliação em Saúde (FF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Adriana Delcy de Oliveira - 2017.pdf2,67 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons