Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7532
Tipo do documento: Dissertação
Título: A lógica gerencialista e a saúde mental do servidor público de uma instituição de ensino superior
Título(s) alternativo(s): The management and mental health logic of the public servant of a higher education institution
Autor: Reis, Kellen Dionísio dos
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/9411324273727064
Primeiro orientador: Costa, Sérgio Henrique Barroca
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/7031943934465059
Primeiro membro da banca: Costa, Sérgio Henrique Barroca
Segundo membro da banca: Najberg, Estela
Terceiro membro da banca: Medeiros, Luiza Ferreira Rezende de
Resumo: O objetivo deste estudo é analisar a influência do modelo de gestão na saúde mental dos servidores de uma dada Instituição de Ensino Superior (IES) pública, situada no estado de Goiás. Para tanto, definiu-se três objetivos específicos, a saber: i) identificar a percepção dos servidores sobre a gestão da IES pública estudada; ii) identificar a existência de sofrimento psíquico e as condições de acometimento nos servidores; e iii) evidenciar as estratégias de enfrentamento frente ao modelo de gestão da IES. A base literária foi a reforma do Estado e a psicodinâmica do trabalho (PDT), que trata da saúde do trabalhador. A reforma do Estado se refere às mudanças ocorridas nas IES através do Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades (REUNI), no ano de 2007, e se originou do movimento reformista do Estado na década de 1970, conhecido como a Nova Administração Pública (New Public Management - NPM), surgido em resposta à crise do Welfare State, ou “Estado do bem-estar social”, propondo o enxugamento da máquina pública, difundindo a gestão gerencialista em órgãos públicos, já consolidada em empresas privadas. É uma reforma de fundo ideológico pós-moderno neoliberal, guiado pelos ditos Toyotista da produção flexível e enxuta, que criaram uma onda crescente de precarização do trabalho, subemprego e desemprego mundial. O segundo suporte teórico desta pesquisa foi dado pela escola dejouriana, que analisa a dinâmica existente entre Sujeito/empresa, e como se dá as vivências de prazer-sofrimento do Sujeito diante das incoerências da organização do trabalho (OT). Esta escola também aborda as consequências para o trabalhador quando enfrenta sofrimento insuperável no trabalho, quando adota estratégias de defesa para a preservação da saúde psíquica; e quais complicações ocorrem quando estas falham ou são utilizadas excessivamente pelo Sujeito, ocasionando adoecimento e patologias sociais no ambiente de trabalho. O desenho de pesquisa foi qualitativo, assumindo o fenômeno relacionado ao Sujeito de caráter subjetivo. O viés metodológico foi a Análise Crítica de Discurso (ACD), analisando os enunciados dos entrevistados para a identificação das anunciações ideológicas da cultura social neoliberal. O instrumento de pesquisa utilizado foi a entrevista com perguntas semiestruturadas e o público alvo foi escolhido a partir de dados secundários estatístico de licenças médicas de Técnicos Administrativos e Docentes, elegendo as Unidades Acadêmicas (UA) da IES com maior incidência de licenças médicas por Transtorno Mental Comportamental (TCM) no ano de 2015. Os resultados apontaram características do estilo de gestão gerencialista (controle, produtividade, individualidade). Dentro deste contexto, os trabalhadores sentem prazeres ligados à natureza do trabalho que realizam, mas também sofrimentos, momento em quando se utilizam de defesas psíquicas para o enfrentamento. Também se identificou que existem sinalizações de uso excessivo de defesa ou o fracasso de sua utilização, ocasionando patologias sociais no ambiente de trabalho da IES pesquisada. Sugere-se que ocorram novas pesquisas abordando demais motivadores de adoecimento (física, acidentes) destes servidores e também que haja estudos que proponham a implantação de processo de reintegração de servidores que foram afastados por transtorno mental em IES.
Abstract: The aim of this study is to analyze the influence of the management model on the mental health of the public servants of a higher education institution located in Goiás state. Therefore three specific objectives were defined: i) to identify the perception of the servers on the management of the public HEI studied; Ii) to identify the presence of psychological suffering and the conditions of affection in the servers; and iii) to confirm the strategies of facing the IES management model. The literary base was the State reform and the psychodynamics of work (PDT), which deals with the worker´s health. The State reform refers to changes that has taken place in HEIs through the University Restructuring and Expansion Program (REUNI), in 2007, and originated from the state reformist movement in the 1970s, known as the New Public Administration. New Public Management (NPM), which emerged in response to the Welfare State crisis or “Social welfare”, proposing the reduction of the public machine, spreading the managerial management in state bodies, already consolidated in private companies. It is a neoliberal postmodern ideological reform, guided by the Toyotista sayings of flexible and lean production, which have created a growing wave of precarious labor, underemployment and world unemployment. The second theoretical support of this research was given by the “Dejours school”, which analyzes the dynamics between the subject and the company, and how does the experience of pleasure and suffering of the individual react before the incoherence of the work organization. This school also approaches the consequences for the worker when he faces unbeatable suffering at work, when he assumes defensive strategies to preserve the psychic health; And which complications occur when these failures are used excessively by the Individual, causing illness and social pathologies in the workplace. The research designed was qualitative, assuming the phenomenon related to the Subjective Subject. The methodological bias was the Critical Discourse Analysis (ACD), analyzing the sets of the interviewees for the identification of the ideological announcements of neoliberal social culture. The research tool used was the interview with semi-structured questions and the target audience was chosen from statistical data secondary medical licenses of Administrative Technicians and Teachers, electing the Academic Units (UA) of HEI with a higher incidence of medical licenses for Mental Disorder Behavioral (TCM) in 2015. The results pointed out characteristics of managerial management style (control, productivity, individuality). Within this context, the workers feel that pleasure is linked to the nature of the work they perform, but also suffering, when they use psychic defenses for confrontation. It was also identified that there are signs of excessive use of defense or the failure of its use, causing social pathologies in the work environment of the HEI studied. It is suggested that new research should be carried out, approaching other motivators of illness (physics, accidents) of these servers and that there are also studies that propose the implementation of a reintegration process of servers that were removed due to mental disorder in HEI.
Palavras-chave: Saúde do trabalhador
Psicodinâmica do trabalho
Gestão gerencialista em instituição de ensino superior
Worker’s health
Work psychodynamics
Managerial management in institution of higher education
Área(s) do CNPq: ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO PUBLICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas - FACE (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Administração (FACE)
Citação: REIS, K. D. A lógica gerencialista e a saúde mental do servidor público de uma instituição de ensino superior. 2017. 135 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7532
Data de defesa: 25-Mai-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Administração (FACE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Kellen Dionísio dos Reis - 2017.pdf2,14 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons