Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7570
Tipo do documento: Dissertação
Título: Perfil farmacoterapêutico de adolescentes usuários de um centro de atenção psicossocial álcool e drogas infanto juvenil do estado de Goiás
Título(s) alternativo(s): Pharmacotherapeutic profile of adolescents users of a psychosocial care center alcohol and drugs juvenile of the state of Goiás
Autor: Araújo, Sandra Hernandez Morais de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/9621926574109478
Primeiro orientador: Dewulf, Nathalie de Lourdes Souza
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1244479719591748
Primeiro coorientador: Lopes, Flavio Marques
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/1423301895802989
Primeiro membro da banca: Dewulf, Nathalie de Lourdes Souza
Segundo membro da banca: Garrote, Clévia Ferreira Duarte
Terceiro membro da banca: Cunha, Luiz Carlos
Quarto membro da banca: Ferreira, Tatyana Xavier Almeida Matteuci
Quinto membro da banca: Santos, Thalyta Renata Araújo
Resumo: Introdução: o uso de Substâncias Psicoativas (SPA) acarretam problemas em diversas áreas da vida do sujeito tais como: na saúde, psicológicos e sociais. Estudos epidemiológicos mostram que é na passagem da infância para a adolescência que se inicia o uso. No Brasil, o tratamento é feito preferencialmente nos Centros de Atenção Psicossocial e neles são ofertadas intervenções psicossociais e farmacológicas e a combinação delas. As intervenções farmacológicas podem ser utilizadas para estabilizar, desintoxicar, melhora dos sintomas de abstinência e evitar recaídas. O farmacêutico exerce papel importante na utilização segura e eficaz de medicamentos em crianças e adolescentes, pois o mesmo pode prevenir identificar, avaliar e intervir nos problemas relacionados à farmacoterapia. Objetivo: analisar a utilização de medicamentos por usuários do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas Infanto Juvenil 24 horas (CAPS adi III). Metodologia: estudo transversal analítico e quantitativo, realizado por meio da revisão de prontuários. Foram incluídos os prontuários dos usuários que eram menores de 18 anos de idades e com prescrição de medicamentos e foram excluídos os prontuários que não estavam devidamente preenchidos. As potenciais interações medicamentosas (PIM) foram analisadas por meio do banco de dados Micromedex® e Medscape®. Foram realizadas análises descritivas e de regressão logística bi e multivariada considerando relação estatística significante p≤0,5. Resultados: dos 159 prontuários utilizados no estudo, 71,7% eram sujeitos do sexo masculino com a média de idade de 16 ± 1,9 anos, escolaridade ensino fundamental incompleto (88%) e a busca pelo tratamento deu-se em 55,3% por medida judicial. Dentre as hipóteses diagnósticas, as que apresentaram maior proporção foram os transtornos mentais e comportamentais decorrentes do uso de múltiplas drogas e do uso de outras substâncias psicoativas (F19) 34,9% e transtornos mentais e comportamentais associados com o uso de canabinóides (F12) com 17,2%. A idade do primeiro uso de SPA foi em média de 12,4 ±1,90 anos. A SPA mais utilizada foi a Cannabis (37,2%). Os medicamentos mais prescritos foram os grupos N03A (antiepilépticos) 39,94% e N05A (antipsicóticos) 34,83%%. Foram encontradas 815 PIM e por tipo de interação, foram encontradas 352 medicamento-cannabis, 139 medicamento-etanol, 125 medicamentoalimento, 99 medicamento-tabaco, 83 medicamento-medicamento e 17 medicamento-cocaína. Em relação a gravidade das PIM encontradas foram 59,4% moderadas, 23,8% secundárias, 15,7% graves e 1,1% contraindicado. Os medicamentos que mais apresentaram as PIM foram a clorpromazina (32,3%) e o diazepam (19,6 %). Conclusão: os adolescentes eram a maioria do sexo masculino, a hipótese diagnóstica que teve a maior frequência foi a de transtorno mental e comportamental devido ao uso de SPA (F-19). O uso de SPA foi em média aos 12 anos de idade e a SPA mais consumida foi a maconha. Os medicamentos mais prescritos foram: ácido valpróico (30,63%) e clorpromazina (20,72%). Encontrou-se de 815 PIM com 59,4% classificadas como moderada. O fator envolvido na polifarmácia foi o total de PIM e dentre os fatores envolvidos na ocorrência do total PIM, foram: estar estudando e a quantidade de hipóteses diagnóstica. Diante do alto índice de PIM, a relação com polifarmácia e alto número de hipóteses diagnósticas, faz-se necessário maior atenção dos profissionais de saúde quanto ao tema e desenvolvimento de protocolos para suporte na tomada de decisão.
Abstract: Introduction: The use of Psychoactive Substances (PS) brings problems in several areas of the subject's life such as: health, psychological and social. Epidemiological studies show that it is in the passage from childhood to adolescence that the use begins. In Brazil, the treatment is preferentially done in the Centers of Psychosocial Care and in them are offered psychosocial and pharmacological interventions and the combination of them. Pharmacological interventions can be used to stabilize, detoxify, ameliorate withdrawal symptoms and prevent relapse. The pharmacist plays an important role in the safe and effective use of medicines in children and adolescents, since it can prevent identifying, evaluating and intervening in problems related to pharmacotherapy. Objective: to analyze the use of drugs by users of the Psychosocial Care Center Alcohol and Drugs Infanto Juvenil 24 hours (CPCAD adi III). Methodology: an analytical and quantitative cross-sectional study, carried out by reviewing medical records. The medical records of users who were younger than 18 years of age and with prescription of medicines were included and the medical records that were not filled out were excluded. Potential drug interactions (PDI) were analyzed using the Micromedex® and Medscape® database. Descriptive and bi-and multivariate logistic regression analyzes were performed considering a statistically significant relationship p≤0.5. Results: Of the 159 records used in the study, 71.7% were male subjects with mean age of 16 ± 1.9 years, incomplete elementary schooling (88%) and the search for treatment occurred in 55, 3% by judicial measure. Among the diagnostic hypotheses, the most frequent were mental and behavioral disorders due to the use of multiple drugs and the use of other psychoactive substances (F19) 34.9% and mental and behavioral disorders associated with the use of cannabinoids (F12) With 17.2%. The age of first use of SP was on average 12.4 ± 1.90 years. The most used PS was Cannabis (37.2%). The most prescribed drugs were the N03A (antiepileptic) 39.94% and N05A (antipsychotic) 34.83%% groups. A total of 815 PDI were found per type of interaction, 352 drugcannabis, 139 drug-ethanol, 125 drug-foods, 99 drug-tobacco, 83 drug-drug, and 17 drug-cocaine. Regarding the severity of the PDI found, 59.4% were moderate, 23.8% were secondary, 15.7% were serious and 1.1% were contraindicated. The drugs that presented the most PDI were chlorpromazine (32.3%) and diazepam (19.6%). Conclusion: the adolescents were the majority of males, the diagnostic hypothesis that had the highest frequency was that of mental and behavioral disorder due to the use of SPA (F-19). The use of PS was on average at 12 years of age and the most consumed PS was marijuana. The most commonly prescribed drugs were valproic acid (30.63%) and chlorpromazine (20.72%). It was found of 815 PDI with 59.4% classified as moderate. The factor involved in polypharmacy was total PDI and among the factors involved in the occurrence of total PDI were: being studying and the amount of diagnostic hypothesis. In view of the high PDI index, the relationship with polypharmacy and a high number of diagnostic hypotheses, it is necessary to increase the attention of health professionals regarding the topic and the development of protocols to support decision making.
Palavras-chave: Adolescência
Centro de atenção psicossocial
Estudos de utilização de medicamentos
Interações medicamentosas
Transtornos relacionados ao uso de substâncias psicoativas
Adolescence
Center for psychosocial care
Drug use studies
Drug interactions
Disorders related to the Use of psychoactive substances.
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade Farmácia - FF (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Assistência e Avaliação em Saúde (FF)
Citação: ARAÚJO, S. H. M. Perfil farmacoterapêutico de adolescentes usuários de um centro de atenção psicossocial álcool e drogas infanto juvenil do estado de Goiás. 2017. 88 f. Dissertação (Mestrado em Assistência e Avaliação em Saúde) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7570
Data de defesa: 30-Mai-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Assistência e Avaliação em Saúde (FF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Sandra Hernandez Morais de Araújo - 2017.pdf3,51 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons