Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12502
Tipo do documento: Artigo
Título: Combates alencarianos pela descolonização literária e cultural brasileira
Título(s) alternativo(s): José de Alencar’s actions for the Brazilian cultural and literary decolonization
Comba tes alencarianos por la descolonización literaria y cultural brasileña
Autor: Borges, Valdeci Rezende
Resumo: Busca-se abordar, neste artigo, a prática intelectual do escritor romântico brasileiro José de Alencar, atendo-se à sua proposta, e à defesa desta, de construção de uma escrita literária como instrumento político para firmar a independência política e forjar a descolonização cultural brasileira ante a ex-metrópole, Portugal. Foca-se no campo das ideias, do exercício intelectual e das lutas de representações, no qual Alencar inseria-se nas décadas de 1850, 60 e 70, combatendo em defesa de sua prática literária, bem como de alguns escritores brasileiros a ela afeitos, em geral, em diálogo com a recepção crítica acerca da produção por seus pares, aliados ou opositores, os últimos atrelados à perspectiva lusitana. Perscruta-se, ainda, sobre o lugar ocupado e desempenhado pela língua portuguesa e um estilo próprio nesse fazer. Assim, volta-se a esse campo de embates ao redor de uma produção literária calcada em linguagem e estilo brasileiros e escrita em língua portuguesa abrasileirada por seus falantes do lado de cá do Atlântico, como estratégia de luta pela descolonização literária e cultural brasileira.
Abstract: This article addresses the intellectual output of the Brazilian’s romantic writer José de Alencar. It focuses on his proposal of — also on his defense of — turning literary writing into a political tool to support political independence and to forge Brazilian cultural decolonization of Portugal. It is focused on the field of ideas, intellectual exercise, and representation struggles which Alencar embraced in 1850s, 60s and 70s in defense of his literary practice —and that of other Brazilian writes who were enthusiasts of him. He did so in a dialogue with the critic reception to his output by his contemporaries, whether allies or opponents — these latter coming from Portugal. The article aimed to grasp the place Portuguese language occupied and its relevance, besides a peculiar style in its making as well. This focus leads to contends around a literature output marked by a certain Brazilian language and style translated into a Portuguese writing form that Brazilians speakers were naturalizing as a strategy on behalf of literary and cultural decolonization.
Este artículo busca retratar la práctica intelectual del escritor romántico brasileño José de Alencar, limitándose a su propuesta y a la defensa de la construcción de una escrita literaria como instrumento político para establecer independencia política y forjar la descolonización cultural brasileña de la ex-metrópoli, Portugal. El análisis se centra en el campo de las ideas, del ejercicio intelectual y de las luchas de representaciones de las que Alencar hacía parte en las décadas de 1850, 60 y 70, defendiendo su práctica literaria, así como la de algunos escritores brasileños adeptos a ella, generalmente, dialogando con la recepción crítica de esta producción y de sus pares, aliados o contrarios, los últimos enganchados a la perspectiva lusitana. Se investiga también el lugar que ocupa y desempeña la lengua portuguesa y un estilo propios en el hacer literario. De este modo, este estudio se centra en el campo de los enfrentamientos existentes alrededor de una producción literaria basada en lenguaje y estilo brasileños y escrita en una lengua portuguesa “abrasileirada” por sus hablantes situados de este lado del Atlántico como estrategia de lucha por la descolonización literaria y cultural brasileña.
Palavras-chave: José de Alencar
Projeto e prática literários
Descolonização cultural
Lutas simbólicas
Recepção crítica
Literary projects and making
Cultural decolonization
Symbolic struggles
Critic reception
Proyecto y práctica literario
Descolonización cultural
Luchas simbólicas
Recepción crítica
País: Brasil
Instituição: Teresinha Maria Duarte
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Regional de Catalão (RC)
Citação: BORGES, Valdeci Rezende. Combates alencarianos pela descolonização literária e cultural brasileira. Revista Opsis, Catalão, v. 16, n.12, p. 153-170, jan./jun. 2016. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/Opsis/article/view/36243/21510#.WYomT1WGMdU>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/o.v16i1.36243
Identificador do documento: 10.5216/o.v16i1.36243
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12502
Data de publicação: Jun-2016
Aparece nas coleções:RC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Valdeci Rezende Borges - 2016.pdf213,26 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons