Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/104
Tipo do documento: Artigo publicado em periódico científico
Título: Ferro e imunidade humoral em suínos alimentados com fitase e níveis reduzidos de fósforo
Autor: Almeida, Renzo Freire
Lopes, Euripedes Laurindo
Nunes, Romão da Cunha
Matos, Moema Pacheco Chediak
Fioravanti, Maria Clorinda Soares
Sobestiansky, Jurij
Brito, Luiz Augusto Batista
Rufino, Luciana Moura
Abstract: A utilização de enzimas exógenas, como a fitase, permite um melhor aproveitamento de nutrientes, incrementando a utilização do fósforo, dos aminoácidos e da energia. O presente estudo foi desenvolvido com objetivo de: 1 - avaliar o sistema imune por meio da quantificação de componentes sangüíneos relacionados ao metabolismo do ferro e 2 - determinar elementos da resposta imunológica humoral, em suínos recebendo dietas contendo fitase, níveis reduzidos de fósforo inorgânico (Pi) e sem suplemento micromineral e vitamínico. Utilizaram-se 48 fêmeas suínas de linhagem comercial, com peso inicial de 60kg, distribuídas em seis tratamentos com oito animais em cada grupo. A colheita de sangue foi feita em um grupo de 24 animais com 100kg e outro grupo de 24 animais com 120kg. Tratamentos: 1. ração basal (grupo-controle); 2. ração 1, sem suplemento micromineral/vitamínico; 3. ração 2, com fitase; 4. ração 2, sem 1/3 de fósforo inorgânico (Pi) e com fitase; 5. ração 2, sem 2/3 de Pi e com fitase, 6. ração 2, sem Pi e com fitase. Não se observaram diferenças (p>0,05) nos valores obtidos do leucograma e contagem de plaquetas para os animais nos diferentes tratamentos testados. Em relação à hemoglobina e ferro sérico também não foram observadas diferenças (p>0,05) nos valores obtidos para os animais nos diferentes tratamentos testados. Com relação à ferritina, verificou-se que os animais até os 100 kg de peso vivo que receberam ração sem suplemento micromineral/vitamínico, sem fósforo inorgânico e com fitase apresentaram valores superiores (p<0,05) quando comparados aos alimentados com ração sem suplemento micromineral /vitamínico, com fósforo inorgânico contendo fitase. A enzima, mesmo na ausência de suplementação, garantiu a manutenção de estoques de ferro do organismo. Não se detectou essa diferença para os animais que foram alimentados com as mesmas rações até os 120 kg de peso vivo. Os valores médios obtidos para proteínas totais e frações, IgG e IgM de suínos em fase de terminação alimentados com as dietas experimentais não sofreram influência pela presença ou ausência da fitase, suplemento micromineral/vitamínico e níveis de fósforo inorgânico. Os resultados encontrados neste experimento mostram que a redução do fósforo inorgânico, assim como a retirada do suplemento vitamínico e mineral, além da adição da fitase, em dietas para suínos em terminação, não desencadeiam alterações significativas nos parâmetros hematológicos, bioquímicos e de imunidade humoral. _______________________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT _______________________________________________________________________________________________________________________ Endogenous enzymes such as phytase have been widely used in swine production to increase phosphorus, amino acid and energy availability from feeds. This study aimed to evaluate the immune system through quantification of blood components associated to iron metabolism and determine humoral immune response elements in pigs fed phytase-added diets without micro minerals and vitamins and partial or total deletion of inorganic phosphorus. Fortyeight crossbred females with initial weight of 60 kg were randomly sorted into six groups of eight animals each, as follows: G1 -standard (complete) ration (control group); G2 - standard ration except that micromineral and vitamin supplement was deleted; G3 - group 2 ration with phytase, G4 - group 2 ration less 1/3 of inorganic P with phytase, G5 - group 2 ration less 2/3 of inorganic P with phytase and G6 - group 2 ration without inorganic P with phytase. Statistical difference (p>0,05) was not recorded neither in white cells and platelet counts nor hemoglobin, serum iron levels, considering all the animals in all treatments. Nevertheless, pigs up to 100 kg that consumed diet without micro minerals and vitamins, total deletion of inorganic P and phytase addition presented increased ferritin levels (p>0,05) when compared to animals fed similar diet with inorganic phosphorus and phytase. The enzyme guaranteed maintenance of iron stocks even in the absence of supplementation. Such difference was not recorded with 120-kg animals fed similar rations. Average total protein, IgG and IgM levels were not influenced by phytase, mineral and vitamin supplementation or inorganic phosphorus levels. The results demonstrate that decrease of inorganic phosphorus, withdrawal of vitamin and mineral supplements and phytase addition in diets of finishing pigs do not lead to significant changes in hematological, biochemical and humoral immune response parameters.
Instituição: UFG
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: ALMEIDA, Renzo Freire; LOPES, Euripedes Laurindo; NUNES, Romão da Cunha; MATOS, Moema Pacheco Chediak; FIORAVANTI, Maria Clorinda Soares; SOBESTIANSKY, Jurij; BRITO, Luiz Augusto Batista; RUFINO, Luciana Moura. Ferro e imunidade humoral em suínos alimentados com fitase e níveis reduzidos de fósforo. Ciência Animal Brasileira, Goiânia, v. 8, n. 4, 2007. Disponível em: <http://www.revistas.ufg.br/index.php/vet/article/view/432/2731>.
Tipo de acesso: Open Access
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/104
Data de publicação: 2007
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ferro imunidade.pdf460,38 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons