Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12363
Tipo do documento: Artigo
Título: Estudo da prevalência de anticorpos anti-babesia bovis e anti-babesia bigemina em bovinos de leite da microrregião de Goiânia determinada pelos testes de imunofluorescência indireta e elisa
Título(s) alternativo(s): Studies on the prevalence of antibodies against babesia bigemina and babesia bovis in dairy cattle in the microregion of Goiânia by the indirect fluorescent antibody test and elisa
Autor: Santos, Hélvio Queiróz dos
Linhares, Guido Fontgalland Coelho
Madruga, Cláudio Roberto
Resumo: O trabalho teve por objetivo estudar a prevalência de anticorpos anti-Babesia bigemina e anti-Babesia bovis no rebanho bovino de leite da microrregião de Goiânia por meio da reação de imunofluorescência indireta (RIFI) e ELISA. Para o delineamento experimental o mapa da microrregião foi dividido em 47 quadrantes, dos quais 25 foram sorteados para a colheita de material. Em cada propriedade visitada foi colhido sangue aleatoriamente em cerca de 10% dos animais. Colheram-se 180 amostras de sangue, número estatisticamente representativo para a população bovina em estudo. Do total das amostras, 94,4% e 93,3% foram positivas para Babesia bigemina ao teste de RIFI e ELISA respectivamente, sendo que os métodos apresentaram uma concordância de 97,8%. Para Babesia bovis, 100% das amostras foram positivas pela RIFI e 98,9% pelo ELISA, com uma concordância de 98,9% entre eles. Não foi constatada nenhuma diferença estatisticamente significativa (P<0,05) entre as provas de RIFI e ELISA. A microrregião de Goiânia pôde ser caracterizada como uma área de estabilidade enzoótica para babesiose bovina causada tanto por B. bigemina quanto por B. bovis, portanto oferece risco em potencial de perdas econômicas na introdução de animais suscetíveis procedentes de regiões livres.
Abstract: This research was performed to study the prevalence of antibodies against Babesia bigemina and Babesia bovis in dairy cattle of the microregion of Goiânia by the indirect fluorescent antibody test (IFAT) and ELISA. For the experimental design of the study, the map of the microregion was divided into 47 squares, from which 25 were ramdomly selected to be visited for blood sample collections. Blood was collected from 10% of the animals in each property. The total sera sample was 180 as determined by mathematical model. The results showed a very high prevalence of B. bovis by ELISA (98,9%) and IFAT (100%). The prevalence for B. bigemina was even high with 94,4% and 93,3% by IFAT and ELISA, respectively. The results did not show any significant statistical difference (P<0,05) and demonstrated an agreement between the two methods. The results of this study allowed the caracterization of the region as a stable area for B. bovis and B. bigemina, which indicated a potential risk of economic losses for trade cattle introduced from non enzootic areas.
Palavras-chave: Babesiose
Bovinos
Reação de imunofluorescência indireta
ELISA
Babesia bovis
Babesia bigemina
Babesiosis
Cattle
Indirect fluorescent antibody test
País: Brasil
Instituição: José Henrique Stringhini
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: SANTOS, Hélvio Queiróz dos; LINHARES, Guido Fontgalland Coelho; MADRUGA, Cláudio Roberto. Estudo da prevalência de anticorpos anti-babesia bovis e anti-babesia bigemina em bovinos de leite da microrregião de Goiânia determinada pelos testes de imunofluorescência indireta e elisa. Ciência Animal Brasileira, Goiânia, v. 2, n. 2, p. 133-137, jul./dez. 2001. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/262/234>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12363
Data de publicação: Dez-2001
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Hélvio Queiróz dos Santos - 2001.pdf25,18 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons