Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12393
Tipo do documento: Artigo
Título: Uretroplastia experimental de substituição em cães com segmentos homólogos de artéria carótida conservada em glicerina
Título(s) alternativo(s): Experimental substitution urethroplasty in dogs using homologous segments of the carotid artery maintained in glicerin
Autor: Paulo, Neusa Margarida
Fischer, Peter
Matos, Moema Pacheco Chediack
Conceição, Maria da
Freitas, José de Sousa
Silva Filho, Wilton Adriano da
Brito, Wânia Clélia dos Reis
Amaral, Andréia Victor Couto do
Resumo: Com o objetivo de buscar alternativa para reconstrução uretral, avaliou-se no presente estudo a uretroplastia, por meio do enxerto de artéria carótida homóloga, conservada em glicerina a 98%, em dez cães submetidos à resecção parcial da uretra. Os animais foram avaliados durante 35 dias (dois cães), 17 dias (um cão) e entre 3 a 12 dias (sete cães), conforme as alterações apresentadas durante o pós-operatório. A principal observação foi a formação de fístulas uretrocutâneas entre o terceiro e o décimo sétimo dias, associadas a hemorragias entre as bordas do enxerto. Entre os animais avaliados durante 35 dias, um apresentou uretra patente com jato normal de urina e um outro exibiu estrangúria, devido à obstrução parcial da uretra por hiperplasia epitelial. Em ambos os casos, os limites enxerto-tecidos receptores e enxerto-uretra não puderam ser evidenciados. Mesmo nos animais que apresentaram fístulas, os enxertos aderiram ao leito receptor, indicando estabilização adequada do material. O exame radiológico não evidenciou estenose emnenhum dos animais. Os achados histológicos predominantes foram focos hemorrágicos, metaplasia, neutrófilos, macrófagos e fibroblastos. Os plasmócitos estavam presentes em apenas um caso, não relacionado à reação hiperimune. A principal conclusão é que segmentos homólogos de artéria carótida na uretroplastia dos cães promove grande quantidade de fístulas, hemorragia pósoperatória e hiperplasia epitelial sobre a superfície interna do enxerto.
Abstract: With the aim of searching an alternative for urethral reconstruction, in this study we evaluate the urethroplasty made with homologous carotid artery, conserved in 98% glicerine, in ten dogs submitted to a partial urethra ressection. The animals were evaluated during 35 days (two dogs), 17 days (one dog) and from 3 to 12 days (seven dogs), according to the alterations which occurred during the postoperative period. The main complication observed was the urethrocutaneous fistula formation between the 3rd and 17th postoperative day, associated to hemorrhage in the extremeties of the grafts. Among the animals evaluated during 35 days, one had unimpaired urethra with normal void stream and other had diminished stream due to the partial obstruction of the urethra by epithelial hiperplasia. In both cases, the limits graft-reception site coudn’t be seen. Even at the fistula cases the patch seemed to be totally integrated to the reception site indicating adequate stabilization of the material. At the radiological studies no sthenosis were observed.The histology showed hemorrhage sites, metaplasia, neutrophils, macrophages, and fibroblasts. Plasmocits were present in only one case and they were not related to any hyperimmune reaction. The main conclusions are that the homologous segments of the carotid to the urethroplasty in dogs promotes a great amount of fistulas, postoperative hemorrhage and epithelial hiperplasia on the inner surface of the graft.
Palavras-chave: Uretra
Uretroplastia
Carótida homóloga
Glicerina
Cão
Urethra
Urethroplasty
homologous carotid
Glicerin
Dog
País: Brasil
Instituição: José Henrique Stringhini
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: PAULO, Neusa Margarida; FISCHER, Peter; MATOS, Moema Pacheco Chediack; CONCEIÇÃO, Maria da; FREITAS, José de Sousa; SILVA FILHO, Wilton Adriano da; BRITO, Wânia Clélia dos Reis; AMARAL, Andréia Victor Couto do. Uretroplastia experimental de substituição em cães com segmentos homólogos de artéria carótida conservada em glicerina. Ciência Animal Brasileira, Goiânia, v. 1, n. 1, p. 65-71, jan./jun. 2000. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/vet/article/view/235/199>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12393
Data de publicação: Jun-2000
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Neusa Margarida Paulo - 2000.pdf39,67 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons