Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12558
Tipo do documento: Artigo
Título: Aspectos anatômicos do plexo lombossacral de Myrmecophaga tridactyla (Linnaeus, 1758)
Título(s) alternativo(s): Anatomical aspects of the lumbossacral plexus of the Myrmecophaga tridactyla (Linnaeus, 1758)
Autor: Cruz, Viviane Souza
Cardoso, Júlio Roquete
Araújo, Luciana Batalha de Miranda
Souza, Paulo Roberto de
Borges, Naida Cristina
Araújo, Eugênio Gonçalves
Resumo: Objetivou-se descrever a origem e arquitetura do plexo lombossacral, bem como a composição de seus nervos na espécie M. tridactyla. Para tanto, foram analisados 12 plexos de seis cadáveres adultos e de ambos os sexos, fornecidos pelo IBAMA-GO (licença 99/2011). Os ramos ventrais dos nervos espinhais, suas comunicações e os nervos derivados do plexo foram evidenciados após dissecação da face ventral das regiões torácica caudal, lombar e sacral. Às radiografias verificaram-se 15 ou 16 vértebras torácicas, duas ou três lombares e quatro ou cinco sacrais. O plexo lombossacral constituiu-se por: T16, L1, L2, S1-S5, Cc1 (33,3%), T15, L1-L3, S1-S5 (16,6%), T15, L1, L2, S1-S5, Cc1 (16,6%), L1-L3, S1-S5 (16,6%), T15, L1-L3, S1-S4, Cc1 (8,3%) e L1-L3, S1-S4 (8,3%). Os nervos derivados do plexo com suas formações mais freqüentes foram: genitofemoral (T15, L1, L2 e T16, L1), cutâneo femoral lateral (T15, L1, L2 e T16, L1), femoral (T16, L1, L2), obturador (L1-L3), isquiático (L3, S1-S3), glúteo cranial (L2, S1), glúteo caudal (L2, S1- S3 e L3, S1, S2), pudendo (S4-S5) e retal caudal (S5 e S4, S5, Cc1). O nervo cutâneo femoral caudal originou-se do nervo isquiático. O plexo lombossacral do M. tridactyla assemelha-se em geral ao dos demais mamíferos, porém apresenta como particularidade o envolvimento de ramos torácicos e coccígeos na composição de seus nervos e uma maior variação anatômica em sua formação, que pode ser atribuída principalmente à variação numérica de vértebras torácicas, lombares e sacrais nesta espécie.
Abstract: This study aimed to describe the origin and architecture of the lumbosacral plexus, as well as the composition of their nerves in the species M. tridactyla. For this purpose, 12 plexuses from six adult animals of both sexes, provided by IBAMA-GO (License 99/2011, CEUA-UFG Protocol 015/11) were analyzed. The ventral rami of the spinal nerves, their communications and the nerves arising from the plexus were detected after the dissection of the ventral face of the thoracic caudal, lumbar and sacral regions. The radiographs showed 15 or 16 thoracic, two or three lumbar and four or five sacral vertebrae. The lumbosacral plexus of M. tridactyla consisted of: T16, L1, L2, S1-S5, Cc1 (33.3%); T15, L1- L3, S1-S5 (16.6%); T15, L1, L2, S1-S5, Cc1 (16.6%); L1-L3, S1-S5 (16.6%); T15, L1-L3, S1-S4, Cc1 (8.3%); and L1-L3, S1-S4 (8.3%). The nerves that derived from the plexus with their most common arrangement were: genitofemoral (T15, L1, L2; and T16, L1); lateral femoral cutaneous nerve (T15, L1, L2; and T16, L1); femoral (T16, L1, L2); obturator (L1- L3); sciatic (L3, S1-S3); cranial gluteal (L2, S1, S2); caudal gluteal (L2, S1-S3; and L3, S1, S2); pudendal (S4, S5); and rectal caudal (S5 and S4, S5, Cc1). The caudal femoral cutaneous nerve originated from the sciatic nerve. In general, the lumbosacral plexus of M. tridactyla resembles that of other mammals; however, it shows some peculiarities, such as the involvement of thoracic and coccygeal rami in its nerve composition and a greater anatomical variation in its formation, which can be mainly related to the numerical variation of thoracic, lumbar and sacral vertebrae in this species.
Palavras-chave: Tamanduá bandeira
Sistema nervoso
Xenarthra
Myrmecophagidae
Giant anteater
Nervous system
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Uberlândia
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: CRUZ, Viviane Souza; CARDOSO, Júlio Roquete; ARAÚJO, Luciana Batalha de Miranda; SOUZA, Paulo Roberto de; BORGES, Naida Cristina; ARAÚJO, Eugênio Gonçalves de. Aspectos anatômicos do plexo lombossacral de Myrmecophaga tridactyla (Linnaeus, 1758). Bioscience Journal, Uberlândia, v. 30, n. 1, p. 235-244, jan./fev. 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12558
Data de publicação: Fev-2014
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Viviane Souza Cruz - 2014.pdf745,43 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons