Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12605
Tipo do documento: Artigo
Título: Fisiopatologia do estresse oxidativo após isquemia e reperfusão cerebral e potencial neuroproteção do pequi (Caryocar Brasiliense)
Título(s) alternativo(s): Oxidative stress phisiopathology after cerebral isquemia and referfusion and potential pequi (Caryocar Brasiliense) neuroprotection
Autor: Miguel, Marina Pacheco
Menezes, Liliana Borges de
Araújo, Eugênio Gonçalves de
Resumo: As doenças vasculares cerebrais isquêmicas ocorrem em 85 a 90% dos casos e representam uma importante causa de mortalidade no país, sendo ainda responsáveis por consideráveis índices de morbidade. Então, a investigação da fisiopatologia dos mecanismos envolvidos na lesão neuronal e endotelial isquêmica é essencial para projetar novos métodos terapêuticos para a prevenção e tratamento dessas doenças. Diversos mecanismos encontram-se envolvidos na fisiopatogênese da lesão secundária à isquemia e reperfusão, o principal é a formação de espécies reativas do oxigênio. Em condições fisiológicas, seus efeitos tóxicos podem ser prevenidos por algumas enzimas antioxidantes endógenas, e também por outros antioxidantes não-enzimáticos. No entanto, quando a produção se torna excessiva, o estresse oxidativo pode ter um efeito deletério na função e integridade estrutural de tecidos biológicos. Sendo assim, o uso de antioxidantes exógenos, principalmente naturais, tem sido cada vez mais indicado para a prevenção dessas lesões. Então, esta revisão visa elucidar os aspectos fisiopatológicos da isquemia e reperfusão cerebral e a potencial ação antioxidante do pequi do cerrado como futuro método terapêutico.
Abstract: The ischemic cerebrovascular disease occur in 85-90% of cases and represent an important cause of mortality in the country, and are also responsible for considerable morbidity. So the investigation of the pathophysiology of the mechanisms involved in ischemic neuronal and endothelial injury is essential for designing new therapeutic approaches for the prevention and treatment of these diseases. Several mechanisms are involved in the pathophysiology of injury secondary to ischemia and reperfusion, the main one is the formation of reactive oxygen species. Under physiological conditions, their toxic effects can be prevented by some endogenous antioxidant enzymes, and also by other non-enzymatic antioxidants. However, when production becomes excessive, oxidative stress can have a deleterious effect on the structural integrity and function of biological tissues. Thus, the use of exogenous antioxidants, especially natural has increasingly been indicated for the prevention of lesions. So, this review aims to elucidate the pathophysiology of brain ischemia and reperfusion and the potential antioxidant activity of pequi cerrado as a future therapeutic method.
Palavras-chave: Antioxidantes
Compostos fenólicos
Isquemia e reperfusão
Sistema nervoso central
Antioxidants
Phenolics compounds
Isquemia and reperfusion
Central nervous system
País: Brasil
Instituição: Centro Científico Conhecer
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: MIGUEL, Marina Pacheco; MENEZES, Liliana Borges de; ARAÚJO, Eugênio Gonçalves de. Fisiopatologia do estresse oxidativo após isquemia e reperfusão cerebral e potencial neuroproteção do pequi (Caryocar Brasiliense). Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 8, n. 15, p. 1960-1976, nov. 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12605
Data de publicação: Nov-2012
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Marina Pacheco Miguel - 2012.pdf307,17 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons