Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12659
Tipo do documento: Artigo
Título: Grupo genético, sistema de acasalamento e efeitos genéticos aditivos e não-aditivos nas características de musculosidade da carcaça de novilhos oriundos do cruzamento rotativo Charolês × Nelore
Título(s) alternativo(s): Genetic group, breeding system and additive and non-additive genetic effects on characteristics that express muscularity of steer carcasses derived from Charolais × Nellore rotative crossbreeding
Autor: Pacheco, Paulo Santana
Restle, João
Brondani, Ivan Luiz
Alves Filho, Dari Celestino
Pádua, João Teodoro
Miotto, Fabrícia Rocha Chaves
Resumo: Foram avaliadas as carcaças de 800 novilhos oriundos do cruzamento rotativo entre as raças Charolesa e Nelore abatidos aos 2 anos de idade. As características avaliadas foram: conformação, espessura de coxão, perímetro de braço, área de olho-de-lombo e área de olho-de-lombo dividida por 100 kg de peso da carcaça fria (AOL100). Na análise dos dados, consideraram-se dois modelos: o Modelo 1 incluiu os efeitos genéticos de sistema de acasalamento e grupo genético do novilho aninhado em sistema de acasalamento e o Modelo 2 correspondeu ao Modelo 1, porém o sistema de acasalamento e o grupo genético foram substituídos pelas covariáveis representativas da porcentagem da raça Charolesa no indivíduo e na sua mãe e da porcentagem de heterozigose no indivíduo e na sua mãe. Pela análise do Modelo 1, novilhos charoleses foram superiores aos nelores em todas as características avaliadas. A heterose retida foi significativa para conformação (4,2%), espessura de coxão (3,2%), perímetro de braço (4,2%), área de olho-de-lombo (7,3%) e AOL100 (-6,7%). O efeito genético aditivo individual da raça Charolesa em relação à Nelore foi de 1,89 pontos para conformação, 1,37 cm para espessura de cochão, 2,55 cm para perímetro de braço, 12,70 cm2 para área de olho-de-lombo e 3,13 cm2 para AOL100. O efeito genético heterótico individual (em relação à média dos definidos) foi de 3,9% para conformação, 3,8% para espessura de cochão, 3,1% para perímetro de braço e 9,8% para área de olho-de-lombo. A heterose materna é significativa apenas para perímetro de braço (1,6%) e AOL100 (-5,4%). Os efeitos genéticos não-aditivos, representados por epistasia e ligação gênica, não influenciam as características avaliadas.
Abstract: The carcasses of 800 steers derived from rotational crossbreeding between Charolais and Nellore breeds, slaughtered at two years of age, were evaluated. The evaluated characteristics were the following: conformation, cushion thickness, arm perimeter, Longissimus dorsi area, Longissimus dorsi area divided by 100 kg of cold carcass weight (AOL100). Two models were used for the data analyses: Model 1 included the genetic effects of the breeding system and steer genetic group nested within the breeding system and Model 2 corresponded to Model 1, but the breeding and genetic group were substituted by the covariables corresponding to the percentage of Charolais breed of the individual and its mother and the percentage of heterozygosis of the individual and its mother. From the analysis in Model 1, Charolais steers were superior to the Nelores in all assessed traits. The retained heterosis was significant for conformation (4.2%), cushion thickness (3.2%), arm perimeter (4.2%), Longissimus dorsi area (7.3%) and AOL100 (-6.7%). The individual additive genetic effect of Charolais breed regarded to Nelore was 1.89 points for conformation, 1.37 cm for cushion thickness, 2.55 cm for arm perimeter, 12.70 cm² for Longissimus dorsi area and 3.13 cm² for AOL100. The individual heterotic genetic effect (regarded to the straightbred mean) was 3.9% for conformation, 3.8% for cushion thickness, 3.1% for arm perimeter and 9.8% for Longissimus dorsi area. Maternal heterosis is significant only for arm perimeter (1.6%) and AOL100 (-5.4%). The nonadditive genetic effects, represented by epistasis and linkage, do not influence the evaluated characteristics.
Palavras-chave: Bos indicus
Bos taurus
Comparação de modelos
Cruzamento alternado contínuo
Produção de novilho jovem
Sistemas de cruzamento
Continuous alternate crossbreeding
Crossbreeding systems
Model comparisons
Young steer production
País: Brasil
Instituição: Sociedade Brasileira de Zootecnia
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: PACHECO, Paulo Santana; Restle, João; BRONDANI, Ivan Luiz; ALVES FILHO, Dari Celestino; PÁDUA, João Teodoro; MIOTTO, Fabrícia Rocha Chaves. Grupo genético, sistema de acasalamento e efeitos genéticos aditivos e não-aditivos nas características de musculosidade da carcaça de novilhos oriundos do cruzamento rotativo Charolês × Nelore. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 39, n. 3, p. 494-502, mar. 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S1516-35982010000300007
Identificador do documento: 10.1590/S1516-35982010000300007
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12659
Data de publicação: Mar-2010
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Paulo Santana Pacheco - 2010.pdf185,4 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons