Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12805
Tipo do documento: Artigo
Título: Superalimentação e desenvolvimento do esqueleto de cães da raça Dogue Alemão: aspectos clínicos e radiográficos
Título(s) alternativo(s): Overfeeding and skeletal development in Great Dane puppies: clinical and radiographic aspects
Autor: Carneiro, Severiana Cândida Mendonça Cunha
Ferreira, Renata Pereira
Fioravanti, Maria Clorinda Soares
Barini, Anuzia Carneiro
Stringhini, José Henrique
Resende, Cleusa Maria Faria de
Sommer, Edgar
Oliveira, Ana Paula Ázara de
Vieira, Marcelo de Sousa
Paula, Wesley Assis de
Almeida, Raphael Leite de
Mota, Itamar Soares da
Resumo: Estudou-se o efeito da superalimentação no desenvolvimento do esqueleto de 14 cães da raça Dogue Alemão, utilizando dieta hipercalórica (ração super-premium) associada ao método de alimentação à vontade. Os animais foram distribuídos em dois tratamentos, sendo a ração fornecida à vontade ou restrita. O consumo de alimento foi registrado diariamente e realizaram-se, mensalmente, radiografias do cotovelo e, bimestralmente, do ombro, do quadril e do carpo, visando acompanhar alterações do esqueleto, especificamente quanto ao aparecimento da osteocondrose do ombro e da metáfise distal da ulna, da osteodistrofia hipertrófica e da displasia coxofemoral (DCF). Ao final do experimento, seis cães do grupo que recebeu alimentação à vontade apresentaram-se gordos (87,7%) e um animal obeso (14,3%). Do grupo de alimentação restrita, três filhotes mostraram condição corporal ideal (42,8%), e quatro apresentaram-se magros (57,2%). O exame radiológico revelou alterações compatíveis com o diagnóstico de DCF nos dois grupos; nos alimentados à vontade, a prevalência foi de 51,1% e nos restritos, de 28,6%. A osteocondrose na metáfise distal da ulna, conhecida como retenção do núcleo cartilaginoso, foi observada apenas nos cães alimentados à vontade (57,1%). A superalimentação provocada pelo método de alimentação à vontade, associada com dieta de alta palatabilidade e alta densidade energética em filhotes da raça Dogue Alemão, induziu ao aparecimento de osteocondrose na metáfise distal da ulna e de displasia coxofemoral.
Abstract: The effects of overfeeding on growing Great Dane puppies were examined by ad libitum feeding of a hypercaloric diet (super premium ration). Fourteen puppies from six litters were divided into two groups, with representation from each litter in each group. The dogs in the overfed group were provided ad libitum access to the diet from 8 AM to 6 PM daily, while the restricted group received the same feed but in amounts recommended by the manufacturer at 7 AM, 12:30 PM and 5 PM. Daily intake was individually recorded. To monitor skeletal changes due to osteochondrosis, hypertrophic osteodystrophy and hip dysplasia, elbow radiographs were taken monthly and shoulder, pelvis and corpus radiographs were taken bi-monthly. Weekly feed consumption and weight gain were greater in ad libitum than in restricted puppies (P<0.01). At the end of the experiment, 85.7% of the ad libitum group was over weight and 14.3% was obese, whereas 57.2% of restricted puppies were slim and 42.8% had ideal body weight. None of the dogs had hypertrophic osteodystrophy. Radiographic examination showed alterations compatible with hip dysplasia in both groups, but such observations were more frequent and more severe in the ad libitum group. Osteochondrosis of metaphisis distal ulna, known by the retention of cartiloginous nucleus, was observed only in the ad libitum group, at a rate of 57.1%. The thickness of the cortical and diameter of the ulna were greater (P<0.01) in ad libitum dogs than in those fed a restricted amount of the same diet. In summary, overfeeding caused by ad libitum access to a highly palatable and high energy food caused osteochondrosis and hip dysplasia in Great Dane puppies.
Palavras-chave: Cão
Displasia coxofemoral
Dogue alemão
Osteocondrose
Osteodistrofia hipertrófica
Superalimentação
Great dane
Hip dysplasia
Hypertrophic osteodystrophy
Osteochondrosis
Overfeeding
Dog
País: Brasil
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: CARNEIRO, S. C. M. C.; FERREIRA, R. P.; FIORAVANTI, M. C. S.; BARINI, A. C.; STRINGHINI, J. H.; RESENDE, C. M. F.; SOMMER, E.; OLIVEIRA, A. P. A.; VIEIRA, M. S.; PAULA, W. A.; ALMEIDA, R. L.; MOTA, I. S. Superalimentação e desenvolvimento do esqueleto de cães da raça Dogue Alemão: aspectos clínicos e radiográficos. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte, v. 58, n. 4, p. 511-517, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0102-09352006000400010
Identificador do documento: 10.1590/S0102-09352006000400010
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12805
Data de publicação: 2006
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Severiana Cândida Mendonça Cunha Carneiro - 2006.pdf169,86 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons