Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13098
Tipo do documento: Artigo
Título: Produção fecal e fluxo duodenal de matéria seca e matéria orgânica estimados por meio de indicadores
Título(s) alternativo(s): Dry matter and organic matter fecal output and duodenal flow estimated by markers
Autor: Freitas, Djalma de
Berchielli, Telma Teresinha
Silveira, Roselene Nunes da
Soares, João Paulo Guimarães
Fernandes, Juliano José de Resende
Pires, Alexandre Vaz
Resumo: O objetivo deste trabalho foi comparar os indicadores internos, fibra em detergente neutro e fibra em detergente ácido indigestíveis, obtidos após 144h de incubação in vitro e in situ (FDNiv; FDNis; FDAiv; FDAis) com o indicador externo, o óxido crômico (Cr2O3), para estimativas da produção fecal, do fluxo duodenal de matéria seca e matéria orgânica em novilhos mestiços (HxZ) confinados. Foram utilizadas dietas à base de silagens de milho, de raspa e de casca de mandioca, e também de canade- açúcar ensilada com polpa cítrica peletizada. Os novilhos foram castrados e canulados no rúmen e no duodeno. O período experimental teve 11 dias de adaptação às dietas e 8 dias de coleta. O delineamento experimental foi o quadrado latino (4x4), com quatro tratamentos, num arranjo em parcela subdividida, sendo as dietas estudadas nas parcelas, e os indicadores nas subparcelas. Os resultados obtidos em percentagem do peso vivo para a estimativa da produção fecal, utilizando-se os diferentes indicadores, mostraram que a FDAiv (0,88 %), a FDAis (0,85 %) e o Cr2O3 (0,99 %), embora com diferenças significativas, podem ser utilizados pelos resultados biologicamente consistentes. Para estimar o fluxo duodenal de matéria seca e matéria orgânica, foram utilizados os valores de produção fecal obtidos com a FDAiv. Os indicadores internos não apresentaram diferenças entre si para o fluxo duodenal de matéria seca, com média de 3,29 kg/dia, porém o óxido crômico superestimou o fluxo (4,95 kg/dia). Para o fluxo duodenal de matéria orgânica não houve diferença entre os indicadores com média de 2,73 kg/dia.
Abstract: This research was conducted to compare the internal markers: indigestible neutral detergent fiber and acid detergent fiber, obtained after 144 h of in vitro (ivNDF, ivADF) and in situ (isNDF, isADF) rumen incubations; and the chromium oxide (Cr2O3) as external marker. The fecal output of dry matter and organic matter and the duodenal flow of crossbred steers, castrated and canulated in the rumen and in the duodenum. The steers were and fed with corn silage or the cassava hulls + citrus pulp, the cassava meal + citrus pulp, and sugar cane + citrus pulp, silages. The animals were adapted to diets during 11 days following 8 days for sampling. The dry matter and the organic matter duodenal flow estimated using the fecal output calculated by the ivADF. It was used a 4x4 Latin Square design with Split-splots. The fecal output results, expressed in live weight percentage, showed that the ivADF (0.88%), isADF (0.85%) and Cr2O3 (0.99 %) supplied biological consistent values and they could be used in spite of the significant differences among them. The internal markers did not show differences among them for the estimation of dry matter duodenal flow with an average of 3.29 kg/day. The chromium oxide overestimated the DM duodenal flow (4.95 kg/day). The organic matter duodenal flow estimates, there were no difference among the markers with an average of 2.73 kg/day.
Palavras-chave: FDA indigestível
FDN indigestível
Método in situ
Método in vitro
Óxido crômico
Chromium oxide
Indigestible ADF
Indigestible NDF
In situ method
In vitro method
País: Brasil
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: FREITAS, Djalma de; BERCHIELLI, Telma Teresinha; SILVEIRA, Roselene Nunes da; SOARES, João Paulo Guimarães; FERNANDES, Juliano J. de Resende; PIRES, Alexandre Vaz. Produção fecal e fluxo duodenal de matéria seca e matéria orgânica estimados por meio de indicadores. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 31, n. 3, supl., p. 1521-1530, 2002.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S1516-35982002000600024
Identificador do documento: 10.1590/S1516-35982002000600024
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13098
Data de publicação: 2002
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Djalma de Freitas - 2002.pdf202,64 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons