Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14686
Tipo do documento: Artigo
Título: Fauna helmintológica de ovinos provenientes da microrregião de Jaboticabal, estado de São Paulo, Brasil
Título(s) alternativo(s): Helminth fauna of sheep from the micro region of Jaboticabal, São Paulo State, Brazil
Autor: Maciel, Willian Giquelin
Felippelli, Gustavo
Lopes, Welber Daniel Zanetti
Teixeira, Weslen Fabricio Pires
Cruz, Breno Cayeiro
Santos, Thais Rabelo dos
Buzzulini, Carolina
Fávero, Flavia
Gomes, Lucas Costa
Oliveira, Gilson Pereira de
Costa, Alvimar José da
Matos, Lucas Vinícius Shigaki de
Resumo: Avaliou-se a prevalência e a contagem parasitária das diferentes espécies de helmintos de ovinos provenientes da microrregião de Jaboticabal, região Noroeste de São Paulo. Para tanto, foram utilizados 66 animais naturalmente infectados, de quatro a 36 meses de idade, criados em regime extensivo. Os resultados necroscópicos revelaram a presença de sete gêneros e 12 espécies, com a seguinte prevalência e a média de parasitismo: Haemonchus contortus: 100,0% (2947,2); Trichostrongylus colubriformis: 90,9% (3048,8); Cooperia curticei: 56,0% (256,5); Oesophagostomum columbianum: 48,4% (36,0); Cooperia punctata: 30,3% (94,5); Trichostrongylus axei: 22,7% (26,5); Strongyloides papillosus: 19,6% (83,0); Haemonchus contortus (L4): 7,5% (17,2); Cooperia pectinata: 10,6% (12,9); Trichuris ovis: 10,6% (0,6); Cooperia spatulata 4,5% (0,3); Capillaria bovis: 4,5% (0,1). A carga parasitária média foi de 6.524,7 helmintos por animal. Haemonchus contortus (Adultos e L4) e Trichostrongylus colubriformis corresponderam a 45,4% e 46,7% da carga parasitária média total, respectivamente. Pode-se concluir que as duas espécies de helmintos mais abundantes e importantes da microrregião de Jaboticabal/São Paulo foram Trichostrongylus colubriformis e Haemonchus contortus, sendo que essas duas espécies perfi zeram 92,1% da distribuição percentual dos helmintos recolhidos de todos os animais. Tais resultados demonstram a importância em se realizar um monitoramento das contagens de ovos por grama de fezes (OPG) dos rebanhos desta região, quando o método FAMACHA for empregado em uma determinada propriedade, uma vez que este método de controle, geralmente, não permite diagnosticar os danos/sinais clínicos desencadeados nos animais pelo T. colubriformis, em função de essa espécie não possuir hábito de hematofagismo sobre os hospedeiros.
Abstract: This study evaluated the prevalence and counting parasitism of different species of helminths of sheep from the microregion of Jaboticabal of São Paulo state. For this, 66 animals naturally infected, four to 36 months of age, raised in pasture, were selected. The results of necropsy revealed the presence of seven genera and 12 species with the following prevalence and mean count: Haemonchus contortus: 100.0% (2947.2); Trichostrongylus colubriformis: 90.9% (3048.8); Cooperia curticei: 56.0% (256.5); Oesophagostomum columbianum: 48.4% (36.0); Cooperia punctata: 30.3% (94.5); Trichostrongylus axei: 22.7% (26.5); Strongyloides papillosus: 19.6% (83.0), Haemonchus contortus (L4): 7.5% (17.2), Cooperia pectinata: 10.6% (12.9), Trichuris ovis: 10.6 % (0.6); Cooperia spatulata 4.5% (0.3); Capillaria bovis: 4.5% (0.1). The mean parasitism of helminthswas 6524.7 per animal. Haemonchus contortus (adults and L4) and Trichostrongylus colubriformis corresponded to 45.4% and 46.7% of the average worm burden totally, respectively. Based in the results obtained in this study, can be concluded that the two most abundant species of helminths and important, the micro-region of Jaboticabal are Trichostrongylus colubriformis and Haemonchus contortus, and these two species amounted to 92.1% of the distribution percentage of helminths collected from all animals. These results demonstrate the importance of conducting a counts of eggs per gram of feces (EPG) in the herds of this region when FAMACHA is used on a particular property, since this method control does not allow to diagnostic the damage/ clinical signs in animals infected by T. colubriformis, because this specie does not have hematophagism habit on animals.
Palavras-chave: Famacha
Nematódeos
Prevalência
Helmintos
Ovinos
Nematode
Prevalence
Helminths
Sheep
País: Brasil
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: MACIEL, Willian Giquelin; FELIPPELLI, Gustavo; LOPES, Welber Daniel Zanetti; TEIXEIRA, Weslen Fabricio Pires; CRUZ, Breno Cayeiro; SANTOS, Thais Rabelo dos; BUZZULINI, Carolina; FÁVERO, Flavia; GOMES, Lucas Costa; OLIVEIRA, Gilson Pereira de; COSTA, Alvimar José da; MATOS, Lucas Vinícius Shigaki de. Fauna helmintológica de ovinos provenientes da microrregião de Jaboticabal, estado de São Paulo, Brasil. Ciência Rural, Santa Maria, v. 44, n. 3, p. 492-497, mar. 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0103-84782014000300017
Identificador do documento: 10.1590/S0103-84782014000300017
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14686
Data de publicação: Mar-2014
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Willian Giquelin Maciel - 2014.pdf37,27 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons