Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14691
Tipo do documento: Artigo
Título: Eimeria species in young and adult sheep raised under intensive and/or semi-intensive systems of a herd from Umuarama city, Parana State, Brazil
Título(s) alternativo(s): Espécies de Eimeria em ovinos jovens e adultos criados em sistema intensivo e/ou semi-intensivo de um rebanho da cidade de Umuarama, Estado do Paraná, Brasil
Autor: Lopes, Welber Daniel Zanetti
Borges, Fernando de Almeida
Faiolla, Thais de Paula
Antunes, Liliane Tada
Borges, Dyego Gonçalves Lino
Rodriguez, Fernando de Souza
Ferraro, Gisela
Teixeira, Weslen Fabricio
Maciel, Willian Giquelin
Felippelli, Gustavo
Costa, Alvimar José da
Pereira, Valdomiro
Martinez, Antônio Campanha
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo realizar a identifi cação das espécies de Eimeria em ovinos jovens e adultos, criados em sistema intensivo e/ou semi-intensivo, de um rebanho da cidade de Umuarama, estado do Paraná, Brasil, utilizando-se métodos tradicionais de diagnóstico, bem como correlacionando o grau de infecção/tipo de infecção nas diferentes categorias animal presentes no rebanho. Amostras de fezes de 210 ovinos foram colhidas diretamente da ampola retal desses animais. Em seguida, procedeu-se à diferenciação das espécies em laboratório. Além disso, os animais foram observados, diariamente, durante o período de 20 dias, após a colheita de fezes, a fi m de se evidenciar se a eimeriose ocorreu de forma clínica ou subclínica nos rebanhos. Das 210 amostras de fezes colhidas, 147 (70%) foram positivas para oocistos de Eimeria. Dentre as 210 amostras, 101 (47,8%) pertenciam aos animais jovens criados no sistema intensivo e/ ou semi-intensivo. Foram identifi cados oocistos de nove espécies de Eimeria parasitas de ovinos, com a seguinte prevalência: E. crandallis (50,0%), E. parva (21,6%), E. faurei (8,1%), E. ahsata (8,1%), E. intrincata (5,4%), E. granulosa (2,7%), E. ovinoidalis (2,0%), E. ovina (1,3%) e E. bakuensis (0,7%). Não houve diferença quanto às espécies de Eimeria mais frequentes, entre as diferentes idades dos animais e também entre os diferentes regimes de criação (manejo). Diante do exposto, E. crandallis foi a espécies mais prevalente, seguida da E. parva e E. faurei, independente da idade dos animais. Maior nível de parasitismo foi encontrado nos animais jovens criados em regime de confi namento, e a enfermidade foi classifi cada como eimeriose subclínica, independente da idade dos animais. Futuros estudos deverão ser conduzidos neste rebanho, a fi m de evidenciar se a eimeriose subclínica desencadeia danos aos animais, especialmente nos jovens criados em confi namento.
Abstract: The present study aimed to identify Eimeria species in young and adult sheep raised under intensive and / or semiintensive systems of a herd from Umuarama city, Parana State, Brazil using the traditional diagnostic methods and to correlate the infection level/types of infection in the different age/system in this herd. Fecal samples were collected from the rectum of 210 sheep and were subjected to laboratory analysis to differentiate the species. Furthermore, animals were observed to determine the occurrences of the clinical or subclinical forms of eimeriosis. Out of the 210 collected fecal samples, 147 (70%) were positive for Eimeria oocysts, and 101 (47.86%) belonged to young animals that were raised under intensive and / or semi-intensive farming systems. Oocysts from 9 species of Eimeria parasites were identifi ed in the sheep at the following prevalence rates: E. crandallis, 50.0%; E. parva, 21.6%; E. faurei, 8.1%; E. ahsata, 8.1%; E. intricata, 5.4%; E. granulosa, 2.7%; E. ovinoidalis, 2.0%; E. ovina, 1.3%; and E. bakuensis, 0.6%. There were no differences regarding the more frequent Eimeria species among the different ages of animals or between the different farming management systems. Based on these data, E. crandallis was the most prevalent, followed by E. parva and E. faurei species, regardless of the age. Higher parasitism was diagnosed in the young animals that were raised in a confi nement regime, and the disease found in the herd was classifi ed as subclinical. Further studies should be conducted in this herd, to verify if the eimeriosis subclinical can cause damage especially in young animals with a high level of infection.
Palavras-chave: Coccídeos
Eimeriose
OoPG
Ovinos
Sheep
País: Brasil
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: LOPES, Welber Daniel Zanetti; BORGES, Fernando de Almeida; FAIOLLA, Thais de Paula; ANTUNES, Liliane Tada; BORGES, Dyego Gonçalves Lino; RODRIGUEZ, Fernando de Souza; FERRARO, Gisela; TEIXEIRA, Weslen Fabricio; MACIEL, Willian Giquelin; FELIPPELLI, Gustavo; COSTA, Alvimar José da; PEREIRA, Valdomiro; MARTINEZ, Antônio Campanha. Eimeria species in young and adult sheep raised under intensive and/or semi-intensive systems of a herd from Umuarama city, Parana State, Brazil. Ciência Rural, Santa Maria, v. 43, n. 11, p. 2031-2036, Nov. 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0103-84782013001100018
Identificador do documento: 10.1590/S0103-84782013001100018
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14691
Data de publicação: Nov-2013
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Welber Daniel Zanetti Lopes - 2013.pdf106,25 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons