Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14741
Tipo do documento: TCC
Título: Red flags: uma análise sob a ótica dos auditores independentes do Estado de Goiás
Autor: Mendonça, Naiane Cristine da Silva
Primeiro orientador: Machado, Michele Rílany Rodrigues
Primeiro membro da banca: Machado, Michele Rílany Rodrigues
Oliveira, Luiz Carlos da Silva
Freire, Mac Daves de Morais
Resumo: O presente estudo buscou avaliar qual o grau de importância na utilização dos red flags na visão dos auditores independentes de Goiás. Para alcançar tal objetivo, a coleta de dados se deu pela aplicação de questionário, adaptado de Murcia (2007), via endereço eletrônico, o qual obteve a participação de 28 auditores externos. A pesquisa utilizou-se da metodologia amostragem por bola de neve que traz o princípio que, os indivíduos participantes de uma pesquisa convidam novos participantes da sua rede contatos, aumentando assim o tamanho da amostra. Para análise dos resultados utilizou-se da estatística descritiva. Como resultados principais verificou-se que 57,14% dos respondentes são sócios nas empresas de auditoria, 39% destes atuam há mais de 10 anos no mercado, 79% não auditaram empresas listadas na Bovespa e 67,9% dos auditores entrevistados atuam em Goiânia. Quatro red flags entre os apresentados na literatura se destacaram pela frequência das respostas, visto que, mais de 50% dos respondentes consideraram um grau de importância de "Muito alto". O primeiro sobre estrutura e ambiente, trata da existência de um controle interno inadequado. O segundo, classificado no cluster de gestores, refere-se ao comportamento da administração como desonesta e não ética. O terceiro, pertencente ao cluster de relatórios contábeis, está relacionado a existência de um número significativo de operações realizadas com entidades de origem desconhecida (suspeita), ou entidades cuja cultura e o ambiente de negócios levantam suspeitas. E o último red flag, alocado no cluster de auditoria, diz respeito a existência de um comportamento tido como dominante dos executivos em relação aos auditores, na tentativa de influenciar o escopo da auditoria ou seleção do pessoal envolvido no serviço de auditoria. Os resultados obtidos corroboram em parte com o trabalho de Murcia (2007).
Palavras-chave: Red flags
Auditores independentes
Goiás
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econõmicas - FACE (RG)
Nome do curso: Ciências Contábeis (RG)
Citação: MENDONÇA, Naiane Cristine da Silva. Red flags: uma análise sob a ótica dos auditores independentes do Estado de Goiás. 2017. 38 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14741
Data de publicação: 7-Dez-2017
Aparece nas coleções:FACE - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Ciências Contábeis - Naiane Cristine da Silva Mendonça - 2017.pdf955,01 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.