Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/397
Tipo do documento: Article
Título: Efeitos da inoculação de salmonella enteritidis na incubação de ovos embrionados de perus
Título(s) alternativo(s): Effects of salmonella enteritidis in incubation of embryonated turkey eggs
Autor: Andrade, Carla Yoko Tanikawa
Andrade, Maria Auxiliadora
Café, Marcos Barcellos
Stringhini, José Henrique
Alcântara, Juliana Bonifácio
Jayme, Valéria de Sá
Abstract: Objetivou-se avaliar o rendimento de incubação, a capacidade de penetração de Salmonella Enteritidis através da casca do ovo e a sua habilidade de colonização do trato gastrintestinal. Foram incubados 400 ovos embrionados de perus da linhagem BUT, distribuídos em quatro tratamentos de 1 00 unidades experimentais: CC e CCA (inoculação com placebo na casca e na câmara de ar, respectivamente); IC e ICA (inoculação com 4,2 X 1 04 UFC/mL de Salmonella Enteritidis na casca e na câmara de ar, respectivamente). Os parâmetros de incubação calculados foram: fertilidade, eclodibilidade total e de ovos férteis, relação peso do peruzinho pelo peso do ovo. A presença de Salmonella foi pesquisada na casca, membrana, albume/gema e embrião de dois ovos por tratamento com um, sete, 1 4, 21 e 28 dias. Após o nascimento, foi determinada a frequência de recuperação do patógeno no mecônio de todas as aves. As variáveis foram analisadas pelos testes de i² e de Fischer. Constatou-se que, durante todo o período de incubação, o agente manteve-se viável em 87,5% e 1 00% das amostras de casca dos tratamentos IC e ICA, respectivamente. Houve migração para o interior dos ovos em 33,33% das amostras analisadas no tratamento IC e em 95,45% das amostras analisadas no tratamento ICA. Os parâmetros de incubação não foram afetados quando o patógeno foi inoculado na casca. Constatou-se também que a inoculação do placebo e Salmonella Enteritidis na câmara de ar determinou baixa eclodibilidade total e de ovos férteis. Foi verificado que o tratamento controle da câmara de ar reduziu a eclosão com aumento (P<0,05) na mortalidade embrionária tardia em relação à inoculação do patógeno na casca. A colonização intestinal pelo patógeno ocorreu em peruzinhos oriundos da inoculação experimental na casca. Conclui-se que a análise da fertilidade, eclodibilidade e relação peso do peruzinho pelo peso do ovo não evidencia a presença de Salmonella Enteritidis no incubatório. Entretanto, a contaminação do incubatório pode ser determinada pela pesquisa de Salmonella Enteritidis nos componentes do ovo e no mecônio. A metodologia de inoculação via câmara de ar influenciou negativamente a eclodibilidade e a mortalidade embrionária. _______________________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT _______________________________________________________________________________________________________________________ This study aimed to evaluate the incubation performance, the Salmonella Enteritidis capacity of penetration through the eggshell and the ability of colonization of the gastrointestinal tract. Four hundred turkey eggs were incubated and distributed into four treatments with 1 00 experimental units each: CC and CCA (inoculation with placebo in eggshell and air chamber, respectively), IC and ICA (inoculation with 4.2 X 1 04 CFU/mL of Salmonella Enteritidis in eggshell and air chamber, respectively). The parameters of incubation were fertility, total hatchability and hatchability of fertile eggs, and relative chick weight to egg weight. Salmonella was investigated in shell, membrane, albumen/yolk and embryo of two eggs per treatment at one, seven, 1 4, 21 and 28 days. After birth, the frequency of recovery of the pathogen in meconium of all birds was determined. The variables were analyzed by i-square test (i²) and Fischer test. During the whole incubation period, the agent has remained viable in 87.5% and 1 00% of eggshell samples in treatments IC and ICA, respectively. There was migration into eggs in 33.33% and 95.45% of the samples in treatments IC and ICA, respectively. The parameters of incubation were not affected when the pathogen was inoculated in the eggshell. It was also observed that inoculation of Salmonella Enteritidis in air chamber determined low hatchability with higher early embryonic mortality (P <0.05) than control treatment (CCA). Furthermore, air chamber control treatment determined low hatchability (P <0.05) with increase in late embryonic mortality (P<0.05) comparing to inoculation in eggshell. The intestinal colonization by the pathogen occurred in chicks from experimental inoculation in eggshell. It can be concluded that the assessment of fertility, hatchability and ratio of chick weight by egg weight does not show presence of Salmonella Enteritidis in the hatchery. However, hatchery contamination may be determined by detection of Salmonella Enteritidis in egg components and meconium. The method of inoculation via air chamber affected hatchability and embryo mortality.
Palavras-chave: Inoculação experimental
Isolamento bacteriano
Meleagridis gallopavo
Salmonelose
Instituição: José Henrique Stringhini
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: ANDRADE, C. Y. T.; ANDRADE, M. A.; CAFÉ, M. B.; STRIGHINI, J. H.; ALCÂNTARA, J. B.; JAYME, V. de S. Efeitos da inoculação de salmonella enteritidis na incubação de ovos embrionados de perus. Ciência Animal Brasileira, Goiânia, v. 12, n. 2, 2011. Disponível em: < http://www.revistas.ufg.br/index.php/vet/article/view/4994>.
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/397
Data de publicação: Jun-2011
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
9258.pdf374,79 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.