Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/4090
Tipo do documento: Artigo
Título: Efeitos da lactulose na saúde gastrointestinal de frangos de corte experimentalmente inoculados com Salmonella entérica Sorovar Typhimurium
Título(s) alternativo(s): Evaluation of lactulose effects on intestinal health of broilers experimentally inoculated with Salmonella Typhimurium
Autor: Santana, Eliete Souza
Andrade, Maria Auxiliadora
Café, Marcos Barcellos
Stringhini, José Henrique
Rocha, Tatiane Martins
Jaime, Valéria de Sá
Resumo: Avaliaram-se os efeitos da lactulose na saúde gastrointestinal de frangos de corte pela aferição do pH e enumeração de unidades formadoras de colônias (UFCs) de Salmonella Typhimurium e Escherichia coli no inglúvio e ceco de aves inoculadas experimentalmente, via oral, na dose de 5,0 X 102 UFC /0,5mL com Salmonella Typhimurium. O delineamento adotado foi o inteiramente casualizado, utilizando-se 630 pintos, machos, os quais foram distribuídos em seis tratamentos, com sete repetições e 15 aves por unidade experimental. O tratamento 1: grupo controle (placebo); tratamento 2: grupo que recebeu somente a lactulose na água; tratamento 3: grupo que recebeu somente Salmonella Typhimurium; tratamento 4: grupo que recebeu a lactulose e Salmonella Typhimurium simultaneamente no primeiro dia de vida [L (1d) + ST (1d)]; tratamento 5: grupo que recebeu a lactulose 48 horas antes de serem inoculadas com Salmonella Typhimurium [L (1d) + ST (48h)] e tratamento 6: grupo que foi inoculado com Salmonella Typhimurium no primeiro dia e 48 horas depois receberam a lactulose [ST (1d) + L (48h)]. Aos dias sete, 14, 21 e 28 uma ave por parcela foi sacrificada e os conteúdos do inglúvio e do ceco foram coletados para a aferição do pH e contagem de Salmonella Typhimurium e Escherichia coli. Constatou-se que a lactulose determinou redução nos valores (P<0,05) de pH nos conteúdos do trato digestório aos sete dias de vida, e esta redução se manteve até 28 dias somente para o inglúvio nos tratamentos que receberam a lactulose, independente do período de inoculação do patógeno. Verificou-se, também, que a lactulose reduziu (P<0,05) as UFCs de Escherichia coli e de Salmonella Typhimurium no inglúvio aos 21 e 28 dias de vida nos tratamentos em que se administrou a lactulose antes do patógeno. Pode-se concluir que a lactulose altera os valores de pH do inglúvio e reduza colonização de Salmonella Typhimurium no ceco e as UFCs de Escherichia coli no inglúvio em todo o período experimental.
Abstract: This study was conducted to assess the effects of lactulose on the intestinal lumen by measuring the pH content of the gastrointestinal tract, and couting the colony forming units (CFU) of Escherichia coli and Salmonella Typhimurium in broilers experimentally and orally inoculated with Salmonella Typhimurium, at the dose of 5.0 X 102 CFU / mL 0.5. Birds were allotted in a completely randomized design, with 630 day-old male chicks distributed into six treatments, with seven replications and 15 birds per experimental unit. Treatment 1: group that did not receive microbial inoculum or lactulose (placebo group); treatment 2: group that received only lactulose (lactulose-L control group); treatment 3: group that received only Salmonella Typhimurium (ST-positive control group); treatment 4: group that received lactulose and Salmonella Typhimurium on the first day of life (L (1) + ST (1)); treatment 5: group that received lactulose 48 hours before the Salmonella Typhimurium (L (1) + ST (48h)); and treatment 6: group that received the Salmonella Typhimurium 48h before lactulose (ST (1) + L (48h)). At seven, 14, 21 and 28 days of age, one bird per plot was euthanized and cecum and crop contents were collected for counting of Salmonella Typhimurium and Escherichia coli. Furthermore, pH of crop and cecum were measured on for the same birds at seven, 14, 21 and 28 days of age, and blood was collected for liver enzyme evaluation. Lactulose reduced pH value (P<0.05) of digestive organs at seven days of life, and this reduction remained until 28 days only in the crop, regardless of the pathogen inoculation, whereas the cecal pH at 21 and 28 days, did not differ among the other treatments (P> 0.05). We also verified that lactulose reduced (P <0.05) the CFU of Escherichia coli and Salmonella Typhimurium in the crop at 21 and 28 days of age in the treatments in which lactulose was administered before the pathogen inoculation. Lactulose changed pH, except cecal pH, and reduced the colonization of Salmonella Typhimurium in the cecum and the number of UFCs of Escherichia coli in the crop during all experimental period.
Palavras-chave: Controle
Escherichia coli
pH
Unidades formadoras de colônias
País: brasil
Instituição: José Henrique Stringhini
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Tipo de acesso: Acesso aberto
Identificador do documento: 10.1590/1809-6891v15i218030
Identificador do documento: 10.1590/1809-6891v15i218030
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/4090
Data de publicação: Jun-2014
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Eliete Souza Santana - 2014.pdf219,32 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.