Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/864
Tipo do documento: Article
Título: Efeito do prebiótico e do ácido butírico in ovo sobre o desempenho, digestibildade dos nutrientes da ração e biometria do trato gastrintestinal de pintos submetidos ao jejum
Título(s) alternativo(s): Effect of prebiotic and butyric acid in egg on the performance, nutrients digestibility of the diet and biometry of the gastointestinal tract of chicks under fasting
Autor: Oliveira, Adson Santa Cruz de
Café, Marcos Barcellos
Gonzales, Elisabeth
Stringhini, José Henrique
Carvalho, Fabyola Barros de
Andrade, Maria Auxiliadora
Abstract: Desenvolveram-se dois experimentos para avaliar o desempenho, a digestibilidade de nutrientes da ração e a biometria de órgãos do trato gastrintestinal de pintos, oriundos de ovos inoculados com prebiótico ou ácido orgânico, submetidos a jejum hídrico e alimentar. Os ovos férteis foram inoculados com uma solução contendo prebiótico (experimento I) ou água (grupo placebo), no saco alantoide aos dezesseis dias de incubação. No experimento II, os ovos embrionados foram inoculados com água (placebo) ou ácido orgânico (butirato de sódio). Depois da eclosão, selecionaram-se duzentos pintos pelo peso, sendo distribuídos de acordo com os tratamentos em baterias. O delineamento foi em blocos casualizados, em esquema fatorial 2x2 (inóculos x períodos de jejum), totalizando quatro tratamentos e dez repetições. Os períodos de jejum estudados foram de oito (grupo-controle) e 36 horas após a eclosão. O prebiótico inoculado reduziu o ganho de peso (P<0,05) e não afetou a digestibilidade e a biometria dos órgãos. A inoculação in ovo não prejudicou o peso inicial dos pintos e não houve interação entre o inóculo e o período de jejum. A inoculação com ácido orgânico não afetou o desempenho das aves e a digestibilidade dos nutrientes, mas aumentou a biometria intestinal (P<0,05). A suplementação de prebiótico ou butirato de sódio não melhorou o desempenho dos pintos até os dez dias de idade, tampouco a digestibilidade dos nutrientes da ração, independentemente se submetidos ou não ao jejum inicial. Porém, o butirato de sódio favoreceu o desenvolvimento intestinal. _______________________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT _______________________________________________________________________________________________________________________ Two experiments were conducted to evaluate the performance, digestibility of nutrients of the diet and biometry of the gastrointestinal tract of chicks from eggs inoculated with prebiotic or butyric acid, submitted to water and food fasting. The fertile eggs were inoculated with a solution containing prebiotic (experiment I) or water (placebo group), in the allantoic sac on the 16th day of the incubation. In experiment II, the fertile eggs were inoculated with water (placebo group) or organic acid (sodium butyrate). After hatching, 200 chicks were selected and classified by weight and distributed according to the treatments in battery cages. A randomized complete block design in 2x2 factorial scheme (inoculants x fasting time) was used, totaling four treatments and 10 replicates. The fasting times evaluated were eight (control group) and 36 hours after hatching. The inoculation of butyric acid did not affect the performance of chicks and nutrients digestibility, but the gastrointestinal biometry was increased (P<0.05). The prebiotc reduced the weight gain (P<0.05) and affected neither the nutrients digestibility nor the gastrointestinal biometry. The inoculation in the eggs did not harm the initial weight of the chicks as well as there was no interaction between the inoculant and the fasting time. The supplementation with prebiotic or butyric acid neither improved the performance of chicks until ten days of age nor the nutrients digestibility of the diet, irrespective if the chicks were under fasting or not. However, the butyric acid enhanced the gastrointestinal tract development.
Palavras-chave: Ovo - Ácido orgânico
Digestibilidade de nutrientes
Ovos - Prebiótico
Pinto de corte
Manano
Instituição: José Henrique Stringhini
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: LEANDRO, N. S. M.; OLIVEIRA, A. S. C. de; CAFÉ, M. B.; GONZALES, E.; STRINGHINI, J. H.; CARVALHO, F. B. de; ANDRADE, M. A. Efeito do prebiótico e do ácido butírico in ovo sobre o desempenho, digestibildade dos nutrientes da ração e biometria do trato gastrintestinal de pintos submetidos ao jejum. Ciência Animal Brasileira, Goiânia, v. 11, n. 4, 2010. Disponível em: <http://www.revistas.ufg.br/index.php/vet/article/view/5088>.
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/864
Data de publicação: Dez-2010
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Nadja Susana Mogyca Leandro - 2010.pdf404,95 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.