Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/98
Tipo do documento: Artigo publicado em periódico científico
Título: Excreção fecal de salmonella enteritidis em duas linhagens de frangos de corte
Título(s) alternativo(s): Fecal excretion of salmonella enteritidis in broiler lines ross and isa label
Autor: Andrade, Maria Auxiliadora de
Mesquita, Albenones José de
Strighini, José Henrique
Abstract: Avaliaram-se, neste estudo, a capacidade invasiva, a persistência e a freqüência de excreção fecal da Salmonella Enteritidis em aves aparentemente saudáveis de duas linhagens de frango de corte, criadas sem antibióticos promotores de crescimento na ração e oriundas de ovos inoculados na casca ou na cavidade alantóide com Salmonella Enteritidis fagotipo 4. Realizaram-se exames bacteriológicos das excretas com um, oito, 22 e 35 dias, e histológicos e bacteriológicos do inglúvio e ceco, com um, sete, quatorze e 21 dias pós-eclosão em frangos de crescimento rápido e lento. Salmonella Enteritidis invadiu e colonizou o trato gastrintestinal das duas linhagens, mas a infecção declinou com a idade, sendo mais persistente na linhagem Ross. O patógeno foi excretado de uma única ave ISA Label até 22 dias de vida e em quatro aves da linhagem Ross até 35 dias. Constatou a Salmonella em ordem de colonização, em 87,5% (14/16) e 38,1% (5/16) dos cecos; em 81,2% (13/16) e 12,5% (2/16) dos inglúvios das linhagens Ross e ISA Label, respectivamente. Nos cecos aparentemente saudáveis, evidenciou-se um processo inflamatório com predominância de macrófagos e ou linfócitos, enquanto no inglúvio não se detectaram alterações microscópicas. A linhagem de ISA Label foi mais hábil em eliminar a bactéria do seu organismo. _______________________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT _______________________________________________________________________________________________________________________ The invasive capacity and persistence of this pathogen, crop and ceca in apparently healthy birds of two broiler lines raised without growth promoter antibiotics in ration and originated from eggs inoculated eggshell and in allantoidal cavity with Salmonella Enteritidis. Histological and bacteriological exams from cecal and crop were performed with one, seven, 14 and 21 days of age after hatch in broilers of fast and slow growing rate. Bacteriological exams were performed fecal excretion with one, eigth, 22 and 35 days. The Salmonella Enteritidis invaded and colonizated the gastrointestinal tract of the two lines tested, but the the infection reduced with age, and was more persistant in Ross broilers. The results were different for two lines. The pathogen was excreted from just one chick of ISA Label at 22 days of age and four Ross chicks until 35 days of age. In order, Salmonella was detected in 87.5% (14/16) and 38,1% (5/16) of ceca; in 81.2% (13/16) and 12.5% (2/16) of crops; in fast and slow growing rate lines, respectively. In apparent healthy organs, excepted the crop, an inflammatory process with predominance of macrophage and lymphocytes. The slow growing rate line was effective to eliminate bacteria in the organism.
Unidade acadêmica: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Citação: ANDRADE, Maria Auxiliadora de; MESQUITA, Albenones José de; STRIGHINI, José Henrique. Excreção fecal de salmonella enteritidis em duas linhagens de frangos de corte. Ciência Animal Brasileira, Goiânia, v. 8, n. 4, 2007. Disponível em: < http://www.revistas.ufg.br/index.php/vet/article/view/2697/2730>.
Tipo de acesso: Open Access
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/98
Data de publicação: 6-Ago-2007
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
excre_fecal_frangos_corte.pdf340,94 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons