Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11557
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorVilela, Natália Almeida-
dc.creatorSótão, Helem-
dc.creatorCalil, Fuad-
dc.date.accessioned2017-03-20T15:53:13Z-
dc.date.available2017-03-20T15:53:13Z-
dc.date.issued1990-06-
dc.identifier.citationVILELA, Natália Almeida; SÓTÃO, Helem; CALIL, Fuad. Onicomicose por microsporum canis'. ocorrência em indígenas do norte do estado de Goiás. Revista de Patologia Tropical, Goiânia, v. 19, n.1, p. 43-45, jan./jun. 1990. Disponível em: < https://www.revistas.ufg.br/iptsp/article/view/20194/11743>.pt_BR
dc.identifier.issn0301-0406-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11557-
dc.description.abstractAnalyses were made in seventy-eight samples including skin, hairs and nails of seventy-eight Indians, age between 18 to 32. It was isolated Aí. nanum, Aí. gypseum, Aí. canis and T. mentagrophytes species. Aí. canis were found in 20 (25,64%) samples and 3 (3,85%) of these samples were cases of onychomicosis. Literature normaly report Aí. canis as a parasity of skin and hair but not of nails of white and Indians populations. It is the first time that we found Aí. canis as a onychomicosispt_BR
dc.description.sponsorshipCegrafpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherRuy de Souza Lino Juniorpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMicrosporum canispt_BR
dc.subjectGypseumpt_BR
dc.subjectMenlagrophytespt_BR
dc.subjectNanumpt_BR
dc.subjectOnicomicosept_BR
dc.titleOnicomicose por microsporum canis'. ocorrência em indígenas do norte do estado de Goiáspt_BR
dc.title.alternativeOnychomicosis caused by microsporum canis in Indian population seatled in north of the state of Goiáspt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoDas 234 amostras de pêlos, peles e unhas de 78 índios examinados foram encontradas as espécies M. nanum, M. gypseum, M. canis e T. mentagrophytes. M. canis foi encontrada em 20 (25,64%) amostras e destas 13 (3,85%) apresentaram-se como onicomicose Segundo a literatura, o M. canis, normalmente, parasita pele e pêlos, não havendo, até o presente trabalho, nenhum registro de casos de onicomicose por M. canis, em populações brancas e indígenas, sendo, portanto, a primeira vez que se registra a sua presença como agente de onicomicose.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Natália Almeida Vilela - 1990.pdf543,69 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons