Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15338
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCosta, Carolina Rodrigues-
dc.creatorSouza, Lúcia Kioko Hasimoto e-
dc.creatorAtaídes, Fábio Silvestre-
dc.creatorFerri, Pedro Henrique-
dc.creatorCosta, Maysa Paula da-
dc.creatorFernanades, Orionalda de Fátima Lisboa-
dc.creatorSilva, Maria do Rosário Rodrigues-
dc.date.accessioned2018-06-29T15:28:49Z-
dc.date.available2018-06-29T15:28:49Z-
dc.date.issued2011-12-
dc.identifier.citationCOSTA, Carolina Rodrigues; SOUZA, Lúcia Kioko Hasimoto e ; ATAÍDES, Fábio Silvestre; FERRI, Pedro Henrique; COSTA, Maysa Paula da; FERNANDES, Orionalda de Fátima Lisboa; SILVA, Maria do Rosário Rodrigues. Molecular analysis and dimorphism of azole-susceptible and resistant Candida albicans isolates. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Uberaba, v. 44, n. 6, p. 740-744, Nov./Dec. 2011.pt_BR
dc.identifier.issn0037-8682-
dc.identifier.issne- 1678-9849-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15338-
dc.description.abstractIntroduction: Candida albicans is responsible for superficial or systemic infections known as candidiasis, which may be found in infected tissue as unicellular budding yeasts, hyphae, or pseudohyphae. In this study, the effects of both fluconazole and itraconazole antifungal agents on the hyphal formation and genotypic characterization of C. albicans isolates classified as either susceptible or resistant were investigated. Methods: The hyphal production of five C. albicans isolates under the action of antifungal agents was investigated by culturing yeast on growth medium and on hyphal induction medium. The genotypic characterization was carried out for 13 isolates of C. albicans using the random amplified polymorphic DNA-polymerase chain reaction (RAPD-PCR) method. Results: The dimorphism analysis showed that the hyphal formation was higher in resistant than in the susceptible isolates to both azoles. The RAPD-PCR method identified the formation of two different groups. In group A, four resistant and two susceptible isolates were clustered, and in group B, one resistant and six susceptible isolates were clustered. Conclusions: Considering that hyphal formation was higher in resistant isolates in the presence of azole drugs, we confirmed that the hyphal production is closely related to susceptibility to azoles. These drugs may affect the morphogenesis of C. albicans depending on their susceptibility to these drugs. In relation to RAPD-PCR, most resistant isolates classified in group A and susceptible isolates in group B demonstrated that this method presented a similar standard between the two groups, suggesting that by this technique, a strong correlation between genotypes and fluconazole-resistant samples may be found.pt_BR
dc.language.isoengpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectCandida albicanspt_BR
dc.subjectRAPD-PCRpt_BR
dc.subjectAzole antifungalspt_BR
dc.subjectHyphal formationpt_BR
dc.subjectIn vitro susceptibilitypt_BR
dc.subjectCandida albicanspt_BR
dc.subjectAntifúngicos azólicospt_BR
dc.subjectSuscetibilidade in vitropt_BR
dc.subjectRAPD-PCRpt_BR
dc.subjectFormação hifalpt_BR
dc.titleMolecular analysis and dimorphism of azole-susceptible and resistant Candida albicans isolatespt_BR
dc.title.alternativeAnálise molecular e dimorfismo de isolados de Candida albicans suscetíveis e resistentes aos azólicospt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoIntrodução: Candida albicans é responsável por infecções superficiais ou sistêmicas conhecidas como candidíase, encontrada em tecidos infectados na forma de leveduras brotantes unicelulares, hifas ou pseudohifas. Neste estudo, os efeitos de agentes antifúngicos como o fluconazol e o itraconazol sobre a formação de hifas e caracterização genotípica de isolados de C. albicans suscetíveis ou resistentes foram investigados. Métodos: A produção de hifas de cinco isolados de C. albicans, sob a ação de antifúngicos foi investigada pelo cultivo da levedura em meios de crescimento e de indução de hifas. A caracterização genotípica foi realizada para 13 isolados de C. albicans pelo método de RAPD-PCR. Resultados: A análise do dimorfismo mostrou que a formação de hifas foi maior nos isolados resistentes do que nos suscetíveis aos antifúngicos. O método de RAPD-PCR identificou a formação de dois diferentes grupos. No grupo A, foram agrupados quatro isolados resistentes e dois suscetíveis e no grupo B um resistente e seis suscetíveis. Conclusões: Considerando que a formação hifal foi maior em isolados resistentes na presença de azólicos, concluimos que a produção hifal está muito relacionada a suscetibilidade a estes fámacos. Estes antifúngicos podem alterar a morfologia de C. albicans em dependência da sua suscetibilidade. No método de RAPD-PCR, o encontro da maioria dos isolados resistentes classificados como pertencentes ao grupo A e suscetíveis ao grupo B demonstrou que este método apresentou um padrão semelhante entre os dois grupos, sugerindo que por este método pode ser detectado uma estreita correlação entre genótipos e amostras resistentes ao fluconazol.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0037-86822011005000056-
dc.publisher.departmentInstituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Arigo - Carolina Rodrigues Costa - 2011.pdf830,93 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons