Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11711
Tipo do documento: Dissertação
Título: A influência das subvenções e assistências governamentais no desempenho econômico das empresas do agronegócio brasileiro
Título(s) alternativo(s): The influence of government grants and assistance on the economic performance of brazilian agribusiness companies
Autor: Maia, Gilson Ribeiro
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0965541021694512
Primeiro orientador: Rech, Ilírio José
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/5540005217517516
Primeiro membro da banca: Rech, Ilírio José
Segundo membro da banca: Machado, Lúcio De Souza
Terceiro membro da banca: Pereira, Ivone Vieira
Resumo: A concessão de Subvenções e Assistências Governamentais faz parte da política fiscal do governo e tem por finalidade, entre tantas outras, auxiliar as empresas a desenvolver atividades importantes para o desenvolvimento econômico, além de propiciar mecanismos que melhorem as ações sociais demandadas pela sociedade. Nesse contexto, esta pesquisa examina se as Subvenções e Assistências Governamentais influenciam o desempenho econômico das empresas do agronegócio brasileiro listadas na B3 S.A (Brasil, Bolsa, Balcão). Para alcançar o objetivo foram analisadas 59 empresas no período de 2014 a 2019, utilizando o Retorno sobre o Ativo (ROA) e o Retorno sobre o Patrimônio Líquido (ROE) como variáveis de desempenho. As variáveis independentes que formaram as Subvenções e Assistências Governamentais foram levantadas das notas explicativas, das reservas de incentivos fiscais e dos empréstimos subsidiados captados junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Como variáveis de controle foram utilizados o tamanho dos ativos (TAM), a agressividade tributária medidas pelo Book Tax Difference (BTD) e pela Effective Tax Rate (ETR), as receitas líquidas (REC), região de localização das empresas subvencionadas (REG) e a classificação das empresas em grupos à montante e à jusante da atividade da agropecuária em relação à cadeia produtiva do agronegócio (MAJ). As informações foram extraídas da Economatica® e do sítio do BNDES. A técnica estatística adotada para analisar os dados foi por meio da análise de regressão múltipla com dados em painel. Os resultados indicam que os empréstimos subsidiados impactam o desempenho medido pelo ROA, o que não se verifica com as outras subvenções isoladamente; quanto às variáveis que medem a agressividade tributária, o Book Tax Difference (BTD) apresentou significância estatística positiva (1%) para o mesmo indicador de desempenho. Por meio dos modelos econométricos, percebeu-se que o indicador de retorno sobre o patrimônio líquido (ROE), a princípio, não é eficaz para medir possível relação de influência pelas Subvenções e Assistências Governamentais. As variáveis receita líquida (REC) e MAJ também apresentaram significância estatística em parte dos modelos, porém as varáveis tamanho (TAM) e região (REG) não foram capazes de contribuir, ceteris paribus, na explicação da influência das Subvenções e Assistências Governamentais no desempenho das empresas estudadas. Conclui-se que há não evidências de que as Subvenções e Assistências Governamentais, isoladamente, influenciam o desempenho das empresas, no entanto, os empréstimos subsidiados captados junto ao BNDES demonstram significância estatística para as empresas subsidiadas do agronegócio.
Abstract: The granting of Government Grants and Assistance is part of the government's fiscal policy and its purpose, among many others, is to help companies to develop activities that are important for economic development, in addition to providing mechanisms that improve the social actions demanded by society. In this context, this research examines whether Government Grants and Assistance influence the economic performance of Brazilian agribusiness companies listed on B3 S.A (Brasil, Bolsa, Balcão). To reach the goal, 59 companies were analyzed in the period from 2014 to 2019, using the Return on Assets (ROA) and the Return on Equity (ROE) as performance variables. The independent variables that formed the Government Grants and Assistance were collected from the notes, from the tax incentive reserves and from subsidized loans obtained from the Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). As control variables, the size of assets (TAM), tax aggressiveness measured by the Book Tax Difference (BTD) and the Effective Tax Rate (ETR), net revenues (REC), region of location of subsidized companies (REG) were used and the classification of companies into groups upstream and downstream of the agricultural activity in relation to the agribusiness production chain (MAJ). The information was taken from Economatica® and from the BNDES website. The statistical technique adopted to analyze the data was through multiple regression analysis with panel data. The results indicate that subsidized loans impact the performance measured by ROA, which is not verified with other isolated grants; as for the variables that measure tax aggressiveness, the Book Tax Difference (BTD) showed positive statistical significance (1%) for the same performance indicator. Through the econometric models, it was noticed that the return on equity (ROE) indicator, in principle, is not effective to measure a possible influence relationship by Government Grants and Assistance. The variables net revenue (REC) and MAJ also showed statistical significance in part of the models, but the variables size (TAM) and region (REG) were not able to contribute, ceteris paribus, in explaining the influence of Government Grants and Assistance on performance of the companies studied. It is concluded that there is no evidence that Government Subsidies and Assistance, alone, influence the performance of companies, however, subsidized loans obtained from the BNDES demonstrate statistical significance for subsidized agribusiness companies.
Palavras-chave: Desempenho econômico
Agronegócio
Subvenção e assistência governamental
Economic performanc
Agribusiness
Subsidy and government assistance
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas - FACE (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis (FACE)
Citação: MAIA, Gilson Ribeiro. A influência das subvenções e assistências governamentais no desempenho econômico das empresas do agronegócio brasileiro. 2021. 91 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2021.
Tipo de acesso: Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/11711
Data de defesa: 27-Jul-2021
Aparece nas coleções:Mestrado em Ciências Contábeis (FACE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Gilson Ribeiro Maia - 2021.pdf1,27 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons