Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6116
Tipo do documento: Dissertação
Título: Efetividade de um programa de intervenções de enfermagem para conhecimento deficiente do cuidador familiar de pessoas em processo de reabilitação
Título(s) alternativo(s): Effectiveness of a program in nursing interventions to poor knowledge of family caregivers of people undergoing rehabilitation
Autor: Souza, Juliana Caldas de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8491932385212164
Primeiro orientador: Bachion, Maria Márcia
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8503907944360635
Primeiro membro da banca: Bachion, Maria Márcia
Segundo membro da banca: Vila, Vanessa da Silva Carvalho
Terceiro membro da banca: Souza, Márcia Maria de
Quarto membro da banca: Menezes, Ruth Losada
Quinto membro da banca: Lopes, Carmen Luci Rodrigues
Resumo: O trauma cranioencefálico (TCE) tem sido considerado a causa mais importante de incapacidade entre jovens e a mais frequente causa neurológica de morbidade. Assim, é necessário que profissionais da saúde, incluindo a enfermagem, desenvolvam conhecimento específico sobre a assistência não só das vítimas, como também dos cuidadores, a fim de ajudá-los a enfrentar as consequências oriundas desse tipo de trauma. No contexto da reabilitação, são escassas as pesquisas sobre a abordagem clínica de pessoas com TCE em processo de reabilitação e a utilização de Modelos ou Teorias de Enfermagem para abordagem desse grupo. Este estudo teve por objetivo analisar a efetividade de um programa de intervenções de enfermagem para “Déficit de conhecimento do familiar cuidador” de pessoas com sequela de TCE em reabilitação. Seguiu-se a metodologia de pesquisa convergente assistencial (PCA), de abordagem quantitativa. O estudo foi desenvolvido no setor de internação do Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (CRER), na cidade de Goiânia/GO, no período de agosto de 2012 a janeiro de 2013. Foram incluídas oito pessoas com TCE, rancho V ou superior, que estiveram internadas no período de realização do estudo e seus respectivos cuidadores. Na coleta de dados utilizaram-se um conjunto de instrumentos e procedimentos: na avaliação das pessoas com TCE foi utilizado um protocolo de entrevista e exame físico baseado na Teoria de Orem. Na avaliação dos cuidadores familiares foi aplicado um roteiro de entrevista fundamentado no Modelo Calgary de Avaliação e Intervenção de Famílias, avaliação cognitiva por meio do Mini-Exame do Estado Mental e avaliação da ansiedade mediante o Inventario da Ansiedade Traço-Estado. Com base nessa avaliação inicial dos pacientes e seus familiares cuidadores, elaboramos protocolos de avaliação de conhecimento necessários aos cuidadores com foco específico como: facilitação da comunicação, treino da memória, estimulação cognitiva e o processo de doença. As escalas de avaliação foram inspiradas na NOC. Foi aplicado um programa de intervenção individual e grupal, aos familiares cuidadores, baseado na NIC (ensino individual e ensino grupal, ensino: processo saúde doença) utilizando a Teoria de Aprendizagem significativa. Ao término do programa de intervenção específico, foram aguardados 72h e aplicados os testes de conhecimento pós-intervenção. A análise dos dados sociodemográficos foi realizada mediante estatística descritiva simples. Os diagnósticos foram identificados por consenso de dois profissionais e checagem por um terceiro pesquisador. Para avaliação dos resultados foram utilizados os escores dos indicadores da NOC (Nursing Outcomes Classifications) e realizada a comparação dos dados obtidos antes e após 72 horas das intervenções mediante o uso do teste de Sinais de Descartes. O protocolo de intervenções para o conhecimento deficiente mostrou-se efetivo para treino de Memória (p=0,008) e ensino: processo de Doença (p=0,008). Apesar de resultados positivos clinicamente, a efetividade do programa de intervenções para estimulação cognitiva (p=0,07) e melhora da comunicação (p=0,12) não puderam ser comprovados estatisticamente. Com base nos resultados encontrados, foi possível: evidenciar o êxito do programa de intervenção para os diagnósticos de conhecimento deficiente do familiar cuidador sobre treino de memória e sobre processo de doença.
Abstract: Traumatic brain injury (TBI) has been considered the most important cause of disability among young people and the most common cause of neurological morbidity. It is therefore necessary that health professionals, including nurses, develop specific knowledge about the assistance not only to the victims but also to the caregivers in order to help them cope with the adverse consequences arising from this type of trauma. In the rehabilitation context, there is little research on the clinical management of people with TBI in rehabilitation process and even the use of Models or Nursing Theories to approach to this group. This study aimed to examine the effectiveness of a program in nursing interventions for "Knowledge deficit of family caregivers" of people with TBI rehabilitation sequel. It followed the methodology of convergent care research (PCA), a quantitative approach. The study was developed in the hospital sector of the Rehabilitation Center and Readaptation Dr. Henry Santillo (CRER) in the city of Goiânia/GO through August 2012 to January 2013. The study included eight people with TBI, V ranch or superior, who were hospitalized in the period of the study and their caregivers. During data collection a set of instruments and procedures were used. In the evaluation of people with TBI, a protocol interview and physical examination based on the Theory of Orem were used. In the assessment of family caregivers it was applied a structured interview based on the Calgary Assessment Model and Families Intervention, a cognitic assessment using the Mini-Mental State Examination and anxiety assessment by the State-Trait Anxiety Inventory. Based on this initial assessment of patients and their family caregivers, it was developed knowledge evaluation protocols necessary to caregivers with specific focus such as: facilitation of communication, memory training, cognitive stimulation and disease process. The rating scales were inspired by NOC. Then, a program of individual and group intervention was applied to the family caregivers based on NIC (individual and group learning, learning: the health illness process) and in the Learning Theory significant. At the end of the specific intervention program, 72 hours were waited and knowledge post-intervention tests were applied. Sociodemographic data analysis was done by simple descriptive statistics. The diagnoses were identified by consensus of two professionals and checked by a third researcher. To evaluate the results it was used the scores of the NOC indicators (Nursing Outcomes Classifications) and made a comparison of the data obtained before and after 72 hours of interventions through the use of Descartes signals test. The interventions protocol for poor knowledge was effective for training Memory (p = 0.008) and instruction: disease process (p = 0.008). Despite positive clinically results, the program effectiveness of interventions for cognitive stimulation (p = 0.07) and communication improvement (p = 0.12) they could not be statistically proven. Based on these results, it was possible to: highlight the success of intervention program for the diagnosis of insufficient knowledge of the family caregiver training on memory and on the disease process.
Palavras-chave: Enfermagem em reabilitação
Traumatismos encefálicos
Diagnóstico de enfermagem
Avaliação de enfermagem
Cuidadores familiares
Rehabilitation in nursing
Brain injuries
Nursing diagnosis
Nursing assessment
Family caregivers
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Enfermagem (FEN)
Citação: SOUZA, J. C. Efetividade de um programa de intervenções de enfermagem para conhecimento deficiente do cuidador familiar de pessoas em processo de reabilitação. 2013. 184 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6116
Data de defesa: 10-Mai-2013
Aparece nas coleções:Mestrado em Enfermagem (FEN)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Juliana Caldas de Souza - 2013.pdf2,5 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons