Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6348
Tipo do documento: Tese
Título: Tráfico internacional de mulheres: violência e representações cotidianas
Título(s) alternativo(s): Traffic of women: violence and representations everyday
Autor: Peixoto, Maria Angélica
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/6737285046727428
Primeiro orientador: Durães, Telma Ferreira do Nascimento
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/6386493067782696
Primeiro membro da banca: Durães , Telma Ferreira do Nascimento
Segundo membro da banca: Vannuchi, Maria Lúcia
Terceiro membro da banca: Pinheiro, Veralúcia
Quarto membro da banca: Junqueira, Ivanilda
Quinto membro da banca: Santos, Cleito Pereira dos
Resumo: O tráfico de pessoas aparece, contemporaneamente, como um dos mais graves problemas sociais de âmbito internacional. Ele é inseparável da violência e, por isso, a análise desse fenômeno social é muito importante, pois a sociedade vive em um momento contraditório no qual avanços convivem com retrocessos, em que há o aumento da violência e da percepção de sua existência. Há um crescimento do tráfico de pessoas e esse fenômeno atinge certos setores da população, especialmente as mulheres, foco da presente pesquisa. O tema desenvolvido aqui é as representações cotidianas das mulheres que vivenciaram situação de tráfico, entendido como a transferência de pessoas através de meio ilícito ou enganoso, cujo objetivo é a exploração, principalmente a sexual. Para efetivar essa empreitada, foi utilizado o método dialético enquanto arcabouço metodológico e a teoria das representações cotidianas, derivada do materialismo histórico, como principal referência teórica. O método dialético permitiu uma visão totalizante do processo - o que remeteu ao estudo do capitalismo contemporâneo, à explicitação da relação entre sociedade e violência, às representações cotidianas da sociedade -, bem como das entrevistas realizadas. O materialismo histórico é o/a solo/base analítica das representações cotidianas e da contemporaneidade. A teoria da consciência, desenvolvida por Marx e parte do materialismo histórico, foi tomada como base para a discussão sobre as representações cotidianas e seus desdobramentos. Ela permitiu analisar de maneira profunda a produção e a reprodução dos discursos das vítimas entrevistadas, numa abordagem totalizante e abrangente. Da mesma forma, a principal técnica de pesquisa utilizada, a entrevista interpretativa, desenvolvida no interior da teoria das representações cotidianas, possibilitou uma percepção mais ampla das entrevistadas, de modo a não julgar suas afirmações através de trechos de falas isoladas e, sim, numa rica totalidade que buscou resgatar informações pessoais, biográficas, culturais, além das representacionais e semiconscientes, formando um todo que permitiu uma abordagem totalizante. O objetivo geral da tese teve como foco descobrir quais as representações cotidianas da violência relacionada ao tráfico internacional das mulheres que vivenciaram essa situação e também como elas percebem o tráfico e se o consideram como algo violento. Foram realizadas e analisadas cinco entrevistas a partir do referencial teóricometodológico acima delimitado. Como resultado, obteve-se que as representações cotidianas das entrevistadas apontam para a percepção de que o tráfico é uma forma de violência, assim como a prestação de serviços sexuais no exterior é vista como violência pela maioria. Desse modo, as representações cotidianas das entrevistadas mostram uma percepção de que a violência perpassa as relações existentes no tráfico internacional e a prestação de serviços sexuais – excetuando duas entrevistadas que nesse quesito demonstraram contradições. A pesquisa, portanto, conseguiu cumprir com seus objetivos e oferecer uma apresentação das representações cotidianas da violência das mulheres que vivenciaram situação de tráfico internacional.
Abstract: Human trafficking appears contemporaneously with one of the most serious social problems of international scope. Human trafficking is inseparable from violence and therefore the analysis of this social phenomenon becomes even more important as society lives in a contradictory moment in which advances coexist with setbacks, as well as the increase of violence with increasing awareness of the same . It is in this context that there is a growth of trafficking in persons and that it reaches certain sectors of the population, especially women, our research focus. Our theme is the everyday representations of women victims of trafficking in persons, understanding by this transfer of people through illegal or deceptive means, whose purpose is the exploitation, especially sexual. To accomplish this task, we use the dialectical method as a methodological framework and the theory of everyday representations, derived from historical materialism as the main theoretical reference. The dialectical method was present in all the way, allowing a totalizing vision of the process (which referred to the study of contemporary capitalism, explanation of the relationship between society and violence, everyday representations and society) and interviews. Historical materialism was the analytical basis of daily representations and contemporary. The theory of consciousness developed by Marx, part of historical materialism, was the basis for the discussion of everyday representations and its consequences. The theory of everyday representations possible to analyze in more depth the production and reproduction of the discourse of the victims interviewed in a totalizing and comprehensive approach. Similarly, the main research technique used, the interpretive interview, developed within the theory of everyday representations enables a wider of the interviewees perception, not judging their claims through isolated lines stretches but a rich totality that seeks to rescue personal information, biographical, cultural, beyond the representational and semiconscious, forming a whole that allows a totalizing approach. The overall aim of the thesis aimed to find out what everyday representations of violence related to trafficking of women who were victims of the same. With this goal in mind, I conducted interviews and the analysis of the same, based on the theoretical framework defined above, and thus we come to our results. As research with everyday representations not demand a large number of interviews, as in all qualitative research, this number was sufficient. The use of interpretive interview, which brings a greater amount of issues and more general aspects of the interviewed life makes this even more true. Through an in-depth analysis of the five interviews, I realized that everyday representations of the interviewees point to the perception that trafficking is a form of violence, as well as the provision of sexual services abroad is seen as violence by the majority. Thus, everyday representations of the interviewees show a perception that violence permeates the relationship in international traffic and also - except two interviewees who in this regard showed contradictions - the provision of sexual services. The research, therefore, could meet its objectives and deliver a presentation of everyday representations of violence of women victims of international trafficking.
Palavras-chave: Tráfico de pessoas
Tráfico internacional de mulheres
Representações cotidianas
Violência
Human trafficking
International traffic in women
Everyday representations
Violence
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Sociologia (FCS)
Citação: PEIXOTO, Maria Angélica. Tráfico internacional de mulheres: violência e representações cotidianas. 2016. 186 f. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás, Catalão, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/6348
Data de defesa: 1-Jul-2016
Aparece nas coleções:Doutorado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Maria Angélica Peixoto - 2016.pdf3,34 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons