Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7561
Tipo do documento: Dissertação
Título: Na vibe das mulheres DJs: sentimento, mixagem e subversão
Autor: Sucena Junior, Edson
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/1752801951264465
Primeiro orientador: Correia, Paulo Petronílio
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1801687030702050
Primeiro membro da banca: Dias, Luciana de Oliveira
Segundo membro da banca: Reinato, Eduardo José
Terceiro membro da banca: Correia, Paulo Petronílio
Resumo: Esse estudo dissertativo propõe compreender como se dá o processo de construção das identidades das mulheres DJs na cena GLS em Goiânia, a partir do ponto de vista de que as DJs são performers musicais, pois através da mixagem, da relação com a música e da criação elas têm o poder de levar a multidão ao êxtase e ao transe nas baladas. Trata-se de um estudo acerca da narrativa das mulheres que atuam como profissionais DJs que ora se aproximam, ora se distanciam no que diz respeito aos estilos musicais, pois cada uma possui a sua identidade na construção de seus sets e em suas performances. Por compreender que a identidade é uma construção social e cultural, somos levados a pensar e problematizar noções como sentimento (feeling), subversão e performance. São mulheres que encontram na sua subalternidade modos de ser e de se expressar no mundo enquanto gênero e artistas na margem, em espaços com fortes marcadores sociais da diferença. Trazer as vozes dessas mulheres significa potencializar trânsitos e deslocamentos identitários que colocarão em xeque a heteronormatidade compulsória. É assim que esse “feminino plural” passa a ser questionado em seus devires e multiplicidades. Logo, interrogar essas identidades nos permite questionar: DJ é performance? Como se fabrica uma DJ? Pode a DJ falar? Que performances e performatividades contornam as suas identidades? Portanto, escutar as narrativas dessas mulheres e percorrer as suas intimidades nos permite criar condições e possibilidades para que o subalterno possa de fato falar e mostrar as suas potencialidades subversivas.
Abstract: This dissertation it is proposed to understand how the process of construction of identities of women DJs in the scene GLS in Goiânia, from the point of view that the DJ's are performers in the musical, as it cut through the mix, the relationship with the music and creating, they have the power to bring the crowd to ecstasy and trance in the club scene. This is a study about the narrative of women who act as professional DJs who now approaching, now distance themselves with regard to musical styles, because each one has its identity in the construction of his sets and in their performances. By understanding that identity is a social and cultural construction, we are led to think and problematize notions such as “feeling” (sensation), subversion and performance. These are women who are in their subordinate modes of being and expressing ourselves in the world while the genre and artists on the margin, in spaces with strong markers of social difference. Bring the voices of these women means enhancing movements and shifts of identity that will put you in check the heteronormativity compulsory. Is it so that this “feminine plural” starts to be questioned in their becomings and multiplicities. Therefore, to interrogate these identities allows us to question: a DJ is performance? How to build a DJ? Can the DJ talk? Performances and performatividades bypass their identities? Therefore, listening to the narratives of these women and go through their intimate allows us to create conditions and possibilities to which the subaltern can indeed speak and show their you can actually talk and show their potential subversive.
Palavras-chave: Identidade
Mulheres DJs
Sentimento
Subversão
Performance
Identity
Women DJs
Feeling
Subversion
Performance
Área(s) do CNPq: OUTROS::CIENCIAS SOCIAIS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Música e Artes Cênicas - EMAC (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Performance Cultural (EMAC)
Citação: SUCENA JUNIOR, E. Na vibe das mulheres DJs: sentimento, mixagem e subversão. 2017. 157 f. Dissertação (Mestrado em Performance Cultural) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7561
Data de defesa: 2-Jun-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Performances Culturais (EMAC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Edson Sucena Junior - 2017.pdf6,51 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons