Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/1169
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorLoureiro, Marcos Corrêa da Silva-
dc.date.accessioned2013-08-09T02:45:48Z-
dc.date.available2013-08-09T02:45:48Z-
dc.date.issued2009-12-
dc.identifier.citationLOUREIRO, M. C. da S. Formação e exercício profissional no campo da Psicologia. Inter-Ação, Goiânia, v. 34, n. 2, 2009. Disponível em: <http://www.revistas.ufg.br/index.php/interacao/article/view/8483>.pt_BR
dc.identifier.issne- 1981-8416-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/1169-
dc.descriptionv. 34, n. 2, p. 269-282, jul./dez. 2009.pt_BR
dc.description.abstractA qualidade do exercício profissional no campo da Psicologia tem sido normalmente relacionada à formação propiciada pelos cursos. Não há, no entanto correlação totalmente positiva entre os dois termos dessa relação, uma vez que tanto o exercício quanto a formação são fenômenos históricos que, como tais, são determinados pelas características do tempo em que se realizam, o que torna impossível às instituições formadoras atingir a meta de uma formação que dê conta das vicissitudes do exercício profissional. A Psicologia, enquanto ciência social e humana, é marcada, em suas teorias, pela diversidade e divergência de diferentes visões de mundo presentes na sociedade, nem sempre percebidas pelos profissionais em formação, de modo que, no momento em que se vêm frente a frente com o exercício profissional, tendem a ressignificar a formação teórica segundo as exigências imediatas da cotidianidade. _______________________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT _______________________________________________________________________________________________________________________ The quality of professional practice in the field of Psychology has normally been related to the formation provided by courses. However, no totally positive correlation exists between the two terms of this relationship, since both practice and formation are historical phenomena and as such, are determined by the characteristics of the moment in which they are undertaken. This hinders the formation institutes from attaining their target of a formation which can deal with the vicissitudes of professional practice. In its theory, Psychology, as a social and human science, is characterized by the diversity and divergence of the different world views present in society, and which are not always perceived by the professional in formation, to the extent that when they find themselves facing professional practice, they tend to resignify the significance of theoretical formation according to immediate everyday demands.pt_BR
dc.description.sponsorshipPrograma de Apoio às Publicações Periódicas Científicas (PROAPUPEC) da UFGpt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherCristóvão Giovani Burgarellipt_BR
dc.subjectFormação profissionalpt_BR
dc.subjectExercício profissionalpt_BR
dc.subjectTeoria e práticapt_BR
dc.titleFormação e exercício profissional no campo da Psicologiapt_BR
dc.title.alternativeFormation and professional practice in the field of Psychologypt_BR
dc.typeArticlept_BR
Aparece nas coleções:FE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
8483-32202-2-PB.pdf234,85 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.