Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/1239
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorRabelo, Max Well de Oliveira-
dc.creatorGriebeler, Nori Paulo-
dc.date.accessioned2013-09-24T18:29:54Z-
dc.date.available2013-09-24T18:29:54Z-
dc.date.issued2012-03-30-
dc.identifier.citationRABELO, M. W. de O.; GRIEBELER, N. P. Determinação de incremento de altura de camalhão na integração terraço-estrada. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 42, n. 1, p. 49-55, jan./mar. 2012. Disponível em: <http://www.revistas.ufg.br/index.php/pat/article/view/13756>.pt_BR, en_US
dc.identifier.issn1983-4063-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/1239-
dc.descriptionv. 42, n. 1,p. 49-55, jan./mar. 2012.pt_BR, en_US
dc.description.abstractHydric erosion is one of the major causes of agricultural land degradation, resulting in economic, social, and environmental losses. Conservation practices are important tools to reduce erosion risks and their correct design is fundamental to success. Models for designing both rural roads and terraces systems are currently used, however, their integration is not available. The integration of terracing systems and runoff coming from roads, although recommended and utilized, can increase erosion risk and terraces disruption, without a proper dimensioning practice. So, this study aimed to develop aterrace-road integration model and a calculation routine that allows this integration. The routine was used for sizing anintegrated conservation system. The results show that although in some terraces the increase in height is small, dimensioning is necessary, because it allows to identify the critical points of integration, and, without it, the terrace would go through storage problems. It was concluded that the methodology presented made possible to calculate the increase in the recommended height for terraces, as a viable alternative, with a small increase in the terrace height. The calculation routine application was simple, but the development of computational tools would facilitate its use and reduce miscalculation riskspt_BR, en_US
dc.description.sponsorshipPrograma de Apoio às Publicações Periódicas Científicas (PROAPUPEC) da UFGpt_BR, en_US
dc.language.isopt_BRpt_BR, en_US
dc.publisherAlexsander Seleguinipt_BR, en_US
dc.subjectModelo hidrológicopt_BR, en_US
dc.subjectConservação do solopt_BR, en_US
dc.subjectErosão hidrícapt_BR, en_US
dc.titleDeterminação de incremento de altura de camalhão na integração terraço-estradapt_BR, en_US
dc.title.alternativeRidge height increase determination in terrace-road integrationpt_BR, en_US
dc.typeArticlept_BR, en_US
dc.description.resumoA erosão hídrica é um dos principais causadores de degradação em áreas agrícolas, resultando em prejuízos econômicos, sociais e ambientais. As práticas conservacionistas são ferramentas importantes para reduzir o risco de erosão e o seu correto dimensionamento é fundamental para o sucesso. Atualmente, existem tanto modelos para o dimensionamentode estradas rurais quanto para o dimensionamento de terraços, porém, não há integração entre eles. A integração entre terraceamento e acumulação de escoamento superficial de estradas, embora recomendada e utilizada, pode aumentar os riscos de erosão e rompimento dos terraços, caso não seja realizada com o correto dimensionamento. Neste sentido, o presente trabalho teve por objetivo desenvolver um modelo de integração terraço-estrada e uma rotina de cálculo para permitir tal integração. A rotina foi utilizada para dimensionar um sistema conservacionista integrado. Os resultados obtidos mostram que, embora, em alguns terraços, o incremento na altura seja pequeno, o dimensionamento se faz necessário, pois permite identificar pontos críticos à integração, e, sem ele, o terraço teria problemas de armazenamento. Concluiu-se que a metodologia apresentada permitiu calcular o incremento na altura recomendada dos terraços, sendo esta uma alternativa viável, com um pequeno incremento na altura do terraço. A aplicação da rotina de cálculo foi simples, porém, a geração de ferramentas computacionais facilitaria o seu uso e reduziria os riscos de erro de cálculo.pt_BR, en_US
dc.publisher.departmentEscola de Agronomia e de Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)pt_BR,en_US
dc.publisher.departmentEscola de Agronomia e de Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)pt_BR,en_US
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
13756-71313-1-PB.pdf297,14 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.