Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13442
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSandes, Noé Freire-
dc.creatorArrais, Cristiano Alencar-
dc.date.accessioned2018-01-17T12:37:35Z-
dc.date.available2018-01-17T12:37:35Z-
dc.date.issued2013-12-
dc.identifier.citationSANDES, Noé Freire; ARRAIS, Cristiano Alencar. História e memória em Goiás no século XIX: uma consciência da mágoa e da esperança. Varia História, Belo Horizonte, v. 29, n. 51, p. 847-861, set./dez. 2013.pt_BR
dc.identifier.issn0104-8775-
dc.identifier.issne- 1982-4343-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13442-
dc.description.abstractThis article intends to identify an explanatory model to writing the Goiás history, in the nineteenth century. This model involved an ambi- guous relationship with the past, revealing an historical awareness characte- rized by strengthening of link with the nation, by negativation of the colonial period, and the adoption of a moral criterion for judge the past. By dialoguing intensively with regional memory nearly to the point to fuse up with it, the writing of Goiás history called on the State to participate in the construction, not the Nation, as outlined in the writings of Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), but of the region in hopes to reconstruct their identity links.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectMemóriapt_BR
dc.subjectHistoriografiapt_BR
dc.subjectRegiãopt_BR
dc.subjectMemorypt_BR
dc.subjectHistoriographypt_BR
dc.subjectRegionpt_BR
dc.titleHistória e memória em Goiás no século XIX: uma consciência da mágoa e da esperançapt_BR
dc.title.alternativeHistory and memory in Goiás in the nineteenth century: an awareness of the hurt and hopept_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoEste artigo propõe identificar um modelo explicativo para a escrita da história de Goiás no século XIX. Este modelo implicava numa relação ambîgua em relação ao passado, revelando uma consciência histórica marcada pelo reforço do vínculo com a nação, pela negativação do perío- do colonial e pela adoção de um critério moral para julgar o passado. Ao dialogar intensamente com a memória regional quase ao ponto de fundir-se com ela, a escrita da história de Goiás conclamava o Estado a participar da construção, não da Nação, já esboçada nos escritos do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB), mas da região, na esperança de reconstruir os seus vínculos identitários.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0104-87752013000300010.-
dc.publisher.departmentFaculdade de História - FH (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FH - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Noé Freire Sandes - 2013.pdf625,94 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons