Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13527
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorFredrigo, Fabiana de Souza-
dc.date.accessioned2018-01-25T11:15:33Z-
dc.date.available2018-01-25T11:15:33Z-
dc.date.issued2007-12-
dc.identifier.citationFREDRIGO, Fabiana de Souza. As guerras de independência, as práticas sociais e o código de elite na América do século XIX: leituras da correspondência bolivariana. Varia História, Belo Horizonte, v. 23, n. 38, p. 293-314, jul./dez. 2007.pt_BR
dc.identifier.issn0104-8775-
dc.identifier.issne- 1982-4343-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13527-
dc.description.abstractProduced between 1799 and 1830, Simón Bolívar’s epistolary allows to tie the writing of letters, the memory and the historiography. This article intends to reach two objectives: 1) to display the narrative epistolar project, to considering the cited bonds; 2) to evaluate the social practices that make possible, simultaneously, the formation of an affective commu- nity between officers, the allotment of a elite code and the construction of a memory for the rising South American republics.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectSimón Bolívarpt_BR
dc.subjectEpistoláriopt_BR
dc.subjectMemóriapt_BR
dc.subjectCódigo de elitept_BR
dc.subjectSimón Bolívarpt_BR
dc.subjectEpistolarypt_BR
dc.subjectMemorypt_BR
dc.subjectElite codept_BR
dc.titleAs guerras de independência, as práticas sociais e o código de elite na América do século XIX: leituras da correspondência bolivarianapt_BR
dc.title.alternativeThe wars of independence, social practices, and the elite code in nineteenth-century America: readings from Bolivar’s correspondencept_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoProduzido entre os anos de 1799 e 1830, o epistolário de Simón Bolívar permite vincular a escrita de cartas, a memória e a historiografia. Este artigo pretende alcançar dois objetivos: 1) expor o projeto narrativo epistolar, considerando os vínculos citados; 2) avaliar as práticas sociais que possibilitaram, simultaneamente, a formação de uma comunidade afe- tiva entre oficiais, a partilha de um código de elite e a construção de uma memória para as nascentes repúblicas sul-americanas.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0104-87752007000200004-
dc.publisher.departmentFaculdade de História - FH (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FH - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Fabiana de Souza Fredrigo - 2007.pdf116,1 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons