Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14169
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorSant'Ana, Fabiano José Ferreira de-
dc.creatorGarcia, Edismair Carvalho-
dc.creatorRabelo, Rogério Elias-
dc.creatorCosta, Yara Luiza da-
dc.creatorSchild, Ana Lúcia Pereira-
dc.creatorAmaral, Franklin Riet Correira-
dc.date.accessioned2018-03-27T12:32:07Z-
dc.date.available2018-03-27T12:32:07Z-
dc.date.issued2007-07-
dc.identifier.citationSANT'ANA, Fabiano J. F. de; GARCIA, Edismair C.; RABELO, Rogério E.; COSTA, Yara L. da; SCHILD, Ana L.; RIET-CORREA, Franklin. Lesões orofaríngeas e neurológicas em ovinos associadas ao uso de pistolas dosificadoras. Pesquisa Veterinária Brasileira, Rio de Janeiro, v. 27, n. 7, p. 282-286, jul. 2007.pt_BR
dc.identifier.issne- 1678-5150-
dc.identifier.issn0100-736X-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14169-
dc.description.abstractSix outbreaks of oropharyngeal lesions caused by drenching guns in sheep are reported. In 2 outbreaks in Rio Grande do Sul the morbidity was 6.25% and 15%, and the lesions observed after antihelmintic treatment in adult sheep were characterized by a fistula extending from mouth to skin of the face. All sheep died or were euthanatized after continuous weight loss for up to 8 months. Another outbreak in the same State affected 26 out of 360 adult sheep after being dosed with molasses, causing lesions in the oral mucosa followed by malignant edema of the oral and subcutaneous tissues. All sheep died within 10 days after treatment. Another case observed in Rio Grande do Sul affected one out of 88 adult ewes. The animal died with hemorrhages from the nose and mouth 8 days after antihelmintic treatment. At necropsy an ulcerated lesion covered by a clot of fibrine was found in the oral mucosa. The lesion had a fistulated tract with purulent exudate extending through the soft tissues in direction to the right eye. Two outbreaks occurred in the State of Goiás 16-20 days after antihelmintic treatment in 5-9 months old lambs. Morbidity was 11.43% and 15.62% and fatality rate was 7.14% and 9.38%. Main clinical signs were nervous signs caused by abscesses with a diameter of 0.5-3cm, containing purulent exudates in the oropharynx, soft palate and adjacent muscles extending to the meninges through the atlantoaxial joint. Not-purulent meningitis was observed histologically. The need to use proper drenching guns and pay attention during dosing to avoid lesions of the oropharynx is pointed out.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectAbscessos orofaríngeospt_BR
dc.subjectAlterações neurológicaspt_BR
dc.subjectTratamento oral com anti-helmínticospt_BR
dc.subjectOvinospt_BR
dc.subjectOropharyngeal abscesspt_BR
dc.subjectNeurologic alterationspt_BR
dc.subjectDrenching gunspt_BR
dc.subjectSheeppt_BR
dc.titleLesões orofaríngeas e neurológicas em ovinos associadas ao uso de pistolas dosificadoraspt_BR
dc.title.alternativeOropharyngeal and neurologic lesions in sheep associated with the use of drenching gunspt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoDescrevem-se 6 surtos de lesões orofaríngeas em ovinos causadas por pistolas para administração oral de antihelmínticos. Em 2 surtos ocorridos no Rio Grande do Sul, com morbidade de 6,25% e 15% as lesões ocorreram em ovinos de diferentes idades após o tratamento anti-helmíntico. Caracterizaram- se por fístulas que se estendiam através dos tecidos moles desde a boca até a pele da face. Todos os animais morreram ou foram eutanasiados após perda contínua de peso após um curso clínico de até 8 meses. Outro surto nesse mesmo Estado, com uma morbidade de 7,22% caracterizou-se por lesões de edema maligno originadas por traumatismos causados na mucosa oral durante a administração de melaço. Todos os animais morreram em 10 dias após o tratamento. No quarto surto observado no Rio Grande do Sul, houve uma ovelha adulta afetada, de um total de 88, que apresentou severa hemorragia pelo nariz e pela boca 8 dias após ter sido tratada oralmente com anti-helmíntico. Na necropsia apresentava aumento de volume pela face interna da mandíbula do lado direito e bochecha cuja mucosa estava ulcerada, com um coágulo e secreção purulenta com formação de fístula que se estendia pelos tecidos moles em direção ao globo ocular. Dois surtos ocorreram no Estado de Goiás, 16-20 dias após o tratamento oral com anti-helmínticos em cordeiros de 5-9 meses de idade. A morbidade foi de 11,43% e 15,62% e mortalidade de 7,14% e 9,38%. Os animais apresentaram, principalmente, sinais nervosos, causados por abscessos que variavam de 0,5-3cm de diâmetro, contendo exsudato purulento amarelado no seu interior, localizados na orofaringe, palato mole e musculatura esquelética adjacente estendendo-se às meninges através da articulação atlanto-occipital. Meningite nãopurulenta foi observada histologicamente. Alerta-se para a necessidade de utilização de pistolas em boas condições e prestar atenção no momento do tratamento oral com antihelmínticos para evitar ferimentos na orofaringe de ovinos.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0100-736X2007000700005-
dc.publisher.departmentEscola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:EVZ - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Fabiano José Ferreira de Sant'Ana - 2007.pdf248,17 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons