Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14605
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorBacelar, Laércio Nora-
dc.creatorGóis, Marcos Lúcio de Sousa-
dc.date.accessioned2018-04-24T13:16:57Z-
dc.date.available2018-04-24T13:16:57Z-
dc.date.issued1997-12-
dc.identifier.citationBACELAR, Laércio Nora; GÓIS, Marcos Lúcio de Sousa. A produtividade do léxico tupinambá no português do Brasil. Signótica, Goiânia, v. 9, n. 1, p. 105-117, jan./dez. 1997. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/sig/article/view/7395/5261>.pt_BR
dc.identifier.issn0103-7250-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14605-
dc.description.abstractThis paper presents some considerations aboul lhe productivity ofTupinambá's loan words in Brazilian Portugucse, wilh cmphasis in compouding and derivating lexical itens morphologicaly hybrids.pt_BR
dc.description.sponsorshipUFGpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherMary Fátima de Lacerda Mendonçapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleA produtividade do léxico tupinambá no português do Brasilpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoConsiderando-se que uma das características marcantes da língua portuguesa no Brasil é o significativo substrato tupi, este trabalho objetiva tecer algumas considera­ções sobre a produtividade do léxico de origem tupinambá, sobretudo em vocábulos compostos e derivados morfologicamente híbridos.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.identifier.doi10.5216/sig.v9i1.7395-
dc.publisher.departmentFaculdade de Letras - FL (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FL - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Laércio Nora Bacelar - 1997.pdf1,34 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons