Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16632
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorLeão, Anatel Rocha-
dc.creatorCunha, Luiz Carlos da-
dc.creatorParente, Leila Maria Leal-
dc.creatorCastro, Lia Cândida Miranda de-
dc.creatorChaul, Aiçar-
dc.creatorCarvalho, Helena Eterna de-
dc.creatorRodrigues, Vânia B.-
dc.creatorBastos, Marciley Alves-
dc.date.accessioned2018-12-21T14:30:25Z-
dc.date.available2018-12-21T14:30:25Z-
dc.date.issued2005-06-
dc.identifier.citationLEÃO, Anatel Rocha; CUNHA, Luiz Carlos da; PARENTE, Leila Maria Leal; CASTRO, Lia Cândida Miranda de; CHAUL, Aiçar; CARVALHO, Helena Eterna de; RODRIGUES, Vânia B.; BASTOS, Marciley Alves. Avaliação clínica toxicólogica preliminar do viticromin® em pacientes com vitiligo. Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 2, n. 1, p. 15-23, jan./jun. 2005. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/REF/article/view/1943/1876>.pt_BR
dc.identifier.issne- 1808-0804-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/16632-
dc.description.abstractThe Brosimum gaudichaudii Trécul (Moraceae) is a very common herb in brazilian vegetation called “Cerrado”. This plant is used in the ethnopharmacology for the treatment of the vitiligo. In this plant are founded the furancoumarins, mainly psoralen and bergapten which have a photosensibility property responsible for the dermal repigmentation effect. The Brosimum gaudichaudii is a main active component of a medicine called as Viticromin®, which is made from the inferior part of the stem and the roots of the plant. Considering the low toxicity of the Brosimum gaudichaudii’s roots extract in the pre-clinical toxicological studies, in this study we investigated same parameters of the clinical toxicology of the Viticromin® in vitiligo’s patients on therapy with this drug. The results showed that this drug produced no significant alteration on the aspects investigated in patients under the drug regimen studied.pt_BR
dc.description.sponsorshipUFGpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherMarize Campos Valadarespt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectBrosimum gaudichaudiipt_BR
dc.subjectMamacadelapt_BR
dc.subjectToxicidadept_BR
dc.subjectToxicitypt_BR
dc.titleAvaliação clínica toxicólogica preliminar do viticromin® em pacientes com vitiligopt_BR
dc.title.alternativePreliminary clinical toxicological approach of Viticromin® in vitiligo’s patientpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoO Brosimum gaudichaudii Trécul (Moraceae) é uma planta muito comum no Cerrado brasileiro, conhecida por “mamacadela”, “mamica de cadela”, e “algodão” e popularmente empregada no tratamento de combate do vitiligo. Nesta planta encontram-se as furanocumarinas, principalmente psoraleno e bergapteno, que possuem a capacidade fotossensibilizante, sendo responsáveis pelo efeito da repigmentação. O Brosimum gaudichaudii é o principal componente ativo do medicamento comercializado com o nome Viticromin®, elaborado a partir da porção inferior do caule e das raízes. Seu mecanismo de ação ainda não está esclarecido. O fato de um produto ter origem natural não significa que esteja livre de toxicidade. Considerando a baixa toxicidade do extrato de raiz de Brosimum gaudichaudii nos estudos toxicológicos pré-clínicos, foi realizado o estudo em pacientes portadores de vitiligo para verificação toxicológica. Os resultados não apresentaram alterações significativas entre os grupos no período em que receberam o tratamento.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFGpt_BR
dc.identifier.doi10.5216/ref.v2i1.1943-
dc.publisher.departmentFaculdade de Farmácia - (FF)pt_BR
Aparece nas coleções:FF - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Anatel Rocha Leão - 2005.pdf175,7 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons