Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17135
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorRezende, Giovanna Pires da Silva Ribeiro de-
dc.creatorCosta, Luciane Ribeiro de Rezende Sucasas da-
dc.creatorCardoso, Regina Aparecida-
dc.date.accessioned2019-02-22T14:27:33Z-
dc.date.available2019-02-22T14:27:33Z-
dc.date.issued2004-
dc.identifier.citationREZENDE, Giovanna Pires da Silva Ribeiro de; COSTA, Luciane Ribeiro de Rezende Sucasas da; CARDOSO, Regina Aparecida. Pediatric dentistry during rooming-in care: evaluation of an innovative project for promoting oral health. Journal of Applied Oral Science, Bauru, v. 12, n. 2, p. 149-153, 2004.pt_BR
dc.identifier.issn1678-7757-
dc.identifier.issne- 1678-7765-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17135-
dc.description.abstractAccording to the current paradigm for promoting health, dental care should be a consideration from the first months of life, or even before birth. The aim of this paper is to evaluate mothers’ knowledge of and attitude toward their babies’ oral health after receiving guidance during the neonatal period. Forty-six mothers were contacted and asked about the advice they had received and how they felt about the information provided. The mothers recruited for the study were divided into two groups, A (n=25) and B (n=21), according to the time elapsed since their participation in the project, that is, less than or equal to three months and more than three months, respectively. A Wilcoxom rank sum test did not show any statistically significant difference between the two groups (p>0.05). Guidance on the baby’s oral hygiene, breastfeeding the baby exclusively until the sixth month, as well as the restrictions imposed on sugar intake were what the mothers remembered most. Recommendations concerning good arch development and the use of bottles were what mothers remembered least. Regarding infant oral health, it would be advisable to schedule prenatal and neonatal visits, with the second post-natal consultation no later than four months after childbirth.pt_BR
dc.language.isoengpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectHealth promotionpt_BR
dc.subjectBreastfeedingpt_BR
dc.subjectDental cariespt_BR
dc.subjectPromoção de saúdept_BR
dc.subjectHigiene bucalpt_BR
dc.subjectAleitamento maternopt_BR
dc.titlePediatric dentistry during rooming-in care: evaluation of an innovative project for promoting oral healthpt_BR
dc.title.alternativeOdontopediatria no alojamento conjunto: avaliação de um projeto Inovador em promoção de saúde bucalpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoSegundo o paradigma atual de promoção de saúde, a atenção odontológica deve se iniciar ainda nos primeiros meses de vida ou então anteriormente ao nascimento, já que hábitos alimentares e de higiene bucal se estabelecem muito cedo. Avaliou- se o grau de conhecimento e as atitudes das mães com relação à saúde bucal do bebê, após as mesmas terem recebido orientações no período neonatal (projeto “Odontopediatria no alojamento conjunto”/ UFG). Quarenta e seis mães com idades de 15 a 38 anos foram questionadas a respeito das orientações recebidas, bem como seu comportamento em relação às mesmas. Dividiu-se a casuística em dois grupos, A (n=25) e B (n=21), de acordo com o tempo decorrido após a implementação do projeto, ou seja, menor ou igual a três meses e maior que três meses, respectivamente. Frente às orientações recebidas (transmissibilidade da cárie dentária, hábitos alimentares, desenvolvimento das arcadas e higiene bucal), a análise de variância não mostrou diferenças estatisticamente significantes entre os dois grupos (p > 0,05), no que diz respeito ao conhecimento e atitudes das mães. As orientações de higiene bucal do bebê, de aleitamento materno exclusivo até seis meses e a restrição na ingestão de açúcar foram as mais lembradas pelas mães. Recomendações referentes à contribuição ao bom desenvolvimento das arcadas e às precauções quanto ao uso de mamadeiras foram menos recordadas. Considerando a saúde bucal do lactente, seria aconselhável que cuidadores sejam orientados nos períodos pré- e neonatal, sendo que a segunda consulta odontológica pós- nascimento deve idealmente ocorrer por volta do quarto mês de vida da criança.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S1678-77572004000200013-
dc.publisher.departmentFaculdade de Odontologia - FO (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:FM - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Giovanna Pires da Silva Ribeiro de Rezende - 2004.pdf35,78 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons