Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17585
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorScalco, Paulo Roberto-
dc.creatorLippi, Mariana Klaold-
dc.creatorAlmeida, Marcos Inácio Severo de-
dc.date.accessioned2019-05-31T15:56:07Z-
dc.date.available2019-05-31T15:56:07Z-
dc.date.issued2015-09-
dc.identifier.citationSCALCO, Paulo Roberto; LIPPI, Mariana Klaod; ALMEIDA, Marcos Inácio Severo. Preço e renda como determinantes da demanda por bens de luxo no Brasil: um estudo econométrico com produtos importados da nomenclatura comum do Mercosul. Revista de Administração da UFSM, Santa Maria, v. 8, n. 3, p. 366-383, jul./set. 2015.pt_BR
dc.identifier.issne- 1983-4659-
dc.identifier.urihttp://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/17585-
dc.description.abstractThis article offers an alternative approach as promote an analysis on the determinants of demand for luxury products with data of more than a thousand imported products of the table of Mercosur Common Nomenclature (NCM). Through the volume of imports between January 2000 and March 2011 two hypotheses were tested about the determinants of demand: price and income. The results show that only income is statistically significant in determining the demand. These results are in agreement with what is discussed in economic theory, which defines luxury goods as those whose income elasticity of demand is greater than one. The non-statistical significance of the price factor may be result of a methodological limitation due to the use of the proxy for price or may be the result of non-functional characteristics of demand: consumers of luxury purchase them even in the face of higher prices.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectBens de luxopt_BR
dc.subjectConsumopt_BR
dc.subjectDemandapt_BR
dc.subjectRendapt_BR
dc.subjectTaxa de câmbio realpt_BR
dc.subjectLuxury goodspt_BR
dc.subjectConsumptionpt_BR
dc.subjectDemandpt_BR
dc.subjectIncomept_BR
dc.subjectExchange ratept_BR
dc.titlePreço e renda como determinantes da demanda por bens de luxo no Brasil: um estudo econométrico com produtos importados da nomenclatura comum do Mercosulpt_BR
dc.title.alternativePrice and income as determinants of the demand for luxury goods in Brazil: an econometric study with imports from the Mercosur common nomenclaturept_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.description.resumoEste artigo oferece uma abordagem alternativa ao promover a análise dos determinantes da demanda por produtos de luxo a partir de dados de importação de mais de mil bens da tabela de produtos da Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM). Com base no volume de importações entre janeiro de 2000 e março de 2011, foram testadas duas hipóteses sobre os determinantes da demanda: preço e renda. Os resultados revelam que apenas a renda é estatisticamente significante na determinação da demanda. Esses resultados estão de acordo com o que se discute na teoria econômica, que define como bens de luxo aqueles cuja elasticidade-renda da demanda é superior a um. A não significância estatística do fator preço pode ser consequência de uma limitação metodológica, em função da proxy utilizada, ou pode ser resultado das características da demanda não funcional: consumidores estariam dispostos a adquirir esses bens mesmo diante de preços mais elevados.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.identifier.doi10.5902/ 198346598475-
dc.publisher.departmentEscola de Agronomia e de Engenharia de Alimentos - EA (RG)pt_BR
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Paulo Roberto Scalco - 2015.pdf415,32 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons