Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1396
Tipo do documento: Dissertação
Título: O consumo e a representação da felicidade em 40 anos de propaganda brasileira
Título(s) alternativo(s): Consumption and representation of happiness in 40 years of Brazilian advertising
Autor: CARVALHO, Camila da Silva
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/1367078519378506
Primeiro orientador: SANTOS, Goiamérico Felício Carneiro dos
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/4360025460772301
Resumo: Esta pesquisa nasce a partir da observação de que, a cultura de consumo se apresenta como espaço fundamental das sociedades contemporâneas e afeta diretamente questões da vida cotidiana, através de estruturas materiais e simbólicas. Nos sustentando nos estudos de Slater, Lipovetsky, Featherstone, Baudrillard e Bourdieu tentaremos delimitar o processo histórico de formação do que chamamos de cultura do consumo colocando em foco as formas como esta cultura articula as questões centrais relativas às formas de organização da sociedade tendo implicações na formação e negociação de valores, identidades e sentidos. Isso posto, iremos proceder à investigação de como a publicidade, artífice desta cultura de consumo, tem se ocupado, ao longo dos anos em atribuir significados e valores aos bens e à experiência do consumo através da utilização de estratégias discursivas e elementos simbólicos cooptando o discurso da felicidade utilizando-o como matéria prima, reprocessando e devolvendo constantemente este ideal de felicidade sob a forma de campanhas e experiências sensoriais de consumo. Emerge daí outro ponto central deste estudo, a delimitação do que seja a felicidade, para tanto, servirão base os estudos históricos e filosóficos de McMahon (2006), Bosh (1998), Bruckener (2002), Conte-Sponville (2006), entre outros, na tentativa de perceber o ideal da felicidade como um conceito subjetivo e cultural que reflete e refrata os valores fundamentais dos indivíduos e se diferencia conforme o momento histórico e social. O ponto principal será então, analisar como foi trabalhado o conceito de felicidade em 40 anos de publicidade brasileira (1968-2008), e compreender como este ideal foi traduzido pelas narrativas publicitárias.
Abstract: This research is born from the comment of that, the consumption culture if presents as basic space of the societies contemporaries and affects questions of the daily life directly, through material and symbolic structures. Supporting itself in the studies of Slater, Lipovetsky, Featherstone, Baudrillard and Bourdieu it will be tried to delimit the historical process of formation of what we call culture of the consumption placing in focus the forms as this culture articulates the questions relative to the forms of organization of the society having implications in the formation and negotiation of values, identities and felt central offices. This rank, will go to proceed itself to the inquiry from as the advertising, craftsman of this culture of consumption, has if busy, throughout the years in attributing to meanings and values to the goods and the experience of the consumption through the use of discursive strategies and symbolic elements coing-opt the speech of the happiness using it as substance cousin, reprocessing and constantly returning to this ideal of happiness under the form of campaigns and sensorial experiences of consumption. Another central point of this study, the delimitation of what emerges from there it is the happiness, for in such a way, will serve base the historical and philosophical studies of McMahon (2006), Bosh (1998), Bruckener (2002), Conte-Sponville (2006) among others in the attempt to perceive the ideal of the happiness as a subjective and cultural concept that reflects and refracts the values basic of the individuals and if it differentiates as the historical and social moment. The main point will be then, to analyze as the concept of happiness in last the 40 years of the Brazilian advertising (1968- 2008) was worked, and to understand as this ideal was translated by the narratives advertising executives.
Palavras-chave: Cultura de Consumo
Publicidade
Felicidade
Linguagem
Identidade
Culture of Consumption
Advertising
Happiness
Language
Identity
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Ciências Sociais Aplicadas
Programa: Mestrado em Comunicação
Citação: CARVALHO, Camila da Silva. Consumption and representation of happiness in 40 years of Brazilian advertising. 2010. 167 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1396
Data de defesa: 5-Out-2010
Aparece nas coleções:Mestrado em Comunicação (FIC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissert Camila da S Carvalho.pdf1,06 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.