Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1622
Tipo do documento: Dissertação
Título: O gênero na escola: a educação física em questão.
Título(s) alternativo(s): The gender in the school: the fisical education in question.
Autor: SANTOS, Jeferson Moreira do
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8036533110672061
Primeiro orientador: ALMEIDA NETO, Luiz Mello de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/1951913717385648
Resumo: A escola é um importante local para a formação de identidades, pois acolhe os/as alunos/as no mínimo quatro horas por dia, durante 200 dias do ano, em vários anos da vida de crianças, adolescentes e adultos. Dentro deste espaço destaca-se a educação física como disciplina que trabalha sistematicamente com os elementos da cultura corporal. Durante a realização desta dissertação, percebi que a forma pela qual professores/as e alunos/as concebem os objetivos das aulas de educação física influencia diretamente a maneira como as questões de gênero aparecem no decorrer da prática pedagógica. Quando se possui concepções ligadas meramente aos aspectos de ensino de esportes, trabalhando na escola com ênfase nas valências físicas força e agilidade , prejudica-se a participação e o aprendizado das alunas e daqueles alunos que não correspondem aos padrões de masculinidade hegemônica. Nestas condições, parece-me importante a reorganização das aulas, tanto em relação à diversificação dos conteúdos quanto à forma de trabalhá-los, de maneira a promover o aprendizado de todos/as os/as alunos/as e não apenas à reprodução acrítica de atividades físicas passíveis de serem realizadas em qualquer espaço social, desarticuladas dos valores que norteiam a proposta pedagógica da escola. Por último, mas não menos importante, a pesquisa demonstrou que as meninas vivenciam um clima de medo durante as aulas e prefeririam que as mesmas fossem separadas por sexo, como forma de garantir sua integridade física. Isso não significa dizer, porém, que a separação seja o único caminho (nem o mais desejável) para garantir a participação e o aprendizado das meninas, podendo tais objetivos ser alcançados por meio de uma atuação dos/as professores/as comprometida com a promoção da equidade de gênero em todas as aulas, inclusive as de educação física.
Abstract: Schools are important places for the formation of identities, as students stay there four hours per day, 200 days per year, for many years of their lives, during childhood, adolescence and adulthood. In this environment, physical education is distinguished as the discipline which works systematically with the elements of the corporal culture. During the accomplishment of this dissertation, I perceived that the way by which teachers and students conceive the objectives of the lessons of physical education influences directly in the way gender questions are shown in pedagogical practice. When the conceptions of the classes are merely linked to the aspect of sports teaching, working with emphasis only in physical valences - force and agility -, the participation and the learning of female students and of those students who do not correspond to the standards of hegemonic masculinity is decreased. Therefore, the reorganization of the classes seems important, regarding the diversification of the contents of lessons and the way by which they are taught, in order to promote the learning of all the students, instead of the non-critical reproduction of physical activities that can be carried through in any social space, disarticulated from the values that guide the pedagogical proposal of the school. At last, but not less important, the research demonstrated that female students feel a sort of fear during the classes and that they would prefer that the students were separated by their biological gender in these classes, as a way of guaranteeing their physical integrity. However, this does not mean that this separation is the only way (neither it is the most desirable) to guarantee the participation and the learning of the female students, as these objectives can be reached by a gender equity orientated performance of the professors, including the physical education ones.
Palavras-chave: Gênero
Educação física
escola
Gender
fisical education
school
1. Educação física Estudo e ensino 2. Educação física Gênero
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::FUNDAMENTOS DA EDUCACAO::SOCIOLOGIA DA EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Ciências Humanas
Programa: Mestrado em Sociologia
Citação: SANTOS, Jeferson Moreira do. The gender in the school: the fisical education in question.. 2008. 139 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/1622
Data de defesa: 21-Ago-2008
Aparece nas coleções:Mestrado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao Jeferson Moreira.pdf604,15 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.