Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4595
Tipo do documento: Dissertação
Título: Envelhecimento feminino: produção das subjetividades do sujeito mulher pela estética do corpo
Título(s) alternativo(s): Aging women: production of subjectivity of the subject woman for aesthetic body
Autor: Lima, Talíta Maria Carvalho de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8842601554065596
Primeiro orientador: Gomes, Suely Henrique de Aquino
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/3007925506666700
Primeiro membro da banca: Gomes, Suely Henrique de Aquino
Segundo membro da banca: Mendonça, Maria Luiza Martins de
Terceiro membro da banca: Braz, Camilo
Resumo: Esta pesquisa tem como principais categorias mulheres, envelhecimento, práticas corporais e produção de subjetividade. Nos últimos anos tem-se observado que, cada vez mais, as mulheres adotam procedimentos para retardar o envelhecimento, ou seja, prolongar sua jovialidade. Para tanto, recorrem aos mais variados métodos. Por exemplo: medicamentos, dietas, exercícios físicos, cirurgias plásticas e outras muitas formas para alcançarem tal objetivo. Muitas mulheres, cada dia mais, estão confiando e aderindo a essas opções que prometem manter a juventude por mais tempo. Tanta transformação no corpo está diretamente ligada à subjetividade que passa a ser moldada através do discurso, do que mostra a hegemonia. A todo o momento reportagens em revistas, na mídia televisiva e propagandas de produtos que prometem atingir o corpo ideal, trazem fotos de belas modelos, atrizes e apresentadoras numa maneira de apresentar o ideal de corpo a ser seguido. As barrigas, muitas vezes, são esguias, a pele é perfeita, sem rugas ou manchas, as pernas torneadas, nariz e bustos redesenhados no bisturi. Esse modelo passou a ser o grande objetivo das mulheres em geral, e não é diferente com as que estão em fase de envelhecimento, afinal, querem ser aceitas, admiradas e elogiadas, assim como acontece com quem está nas capas de revista trazendo a representação de um corpo ideal. A beleza aparece como sinônimo de felicidade. O que muitas delas não conseguem é observar além do que estão vendo ali naquelas capas de revista e propagandas em geral. Nessas imagens são usados inúmeros recursos de edição, que proporcionam retoques e mudanças onde quer que seja. Logo, atingir aquele padrão corporal se torna um objetivo quase impossível de ser alcançado. O intuito desta pesquisa é analisar como as subjetividades, desse sujeito mulher, são produzidas pela estética corporal, mais especificamente através da cirurgia plástica. Qual seria a influência da força “mídia” para essa decisão de recorrer aos mais diversos tratamentos na busca pelo corpo perfeito? Como se dão os cuidados de si? E ainda, como acontece a produção de subjetividades da mulher em fase de envelhecimento, através do discurso legitimado? Para tanto, a pesquisa se pauta pelo método etnográfico com a observação participante, em um hospital de cirurgia plástica em Goiânia, e outras várias formas de pesquisa permitidas pela etnografia. Teóricos como Michel Foucault, Michael Angrosino, Lúcia Santaella, Paula Sibilia e Simone de Beauvoir foram utilizados. Noções de subjetividade, saber, poder e envelhecimento feminino foram abordados mediante pesquisa bibliográfica. O objetivo foi buscar uma colaboração a respeito das práticas de cuidado de si e a produção de subjetividades femininas. Foi possível constatar que no imaginário dessa mulher em fase de envelhecimento, um corpo saudável está ligado a um corpo transformado pela cirurgia estética. Mulheres que vencem o medo da cirurgia para estarem “belas” e com o corpo em forma, afinal, o corpo envelhecido não é mesmo aceito.
Abstract: The main categories of this research are the women, aging, the body practices and subjectivity production. In recent years, has been observed that more and more women, has adopted procedures to delay aging, prolonging their youthfulness. For that, turn to various methods. The example medicines, diets, exercise, plastic surgery and other many ways to achieve this goal. Women increasingly are relying and sticking to those choices that promise to retain youth longer. Much change in the body is directly related to the subjectivity that becomes molded by showing hegemony. Every time reports in magazines, in television media and advertisements for products that promise to achieve the ideal body, bring pictures of beautiful models, actresses and presenting a way to present the ideal body to be followed. The bellies are slender, the skin is perfect, no wrinkles or spots, the shapely legs, nose and redesigned busts scalpel. This model became the great object of women in general, and it is no different with those regarding aging, after all, want to be accepted, admired and praised, as with those who are on magazine covers bringing the representation of an ideal body. The beauty appears as synonymous with happiness. What many fail to observe is beyond what there are seeing those magazine covers and advertisements in general. These pictures are numerous editing features that provide touches and changes wherever they are used. Soon achieve that body pattern becomes an almost impossible goal to be achieved. The purpose of this research is to analyze how subjectivities, this woman subject, are produced by the body aesthetics, specifically through plastic surgery. What would be the influence of the force "media" for the decision to resort to various treatments in the search for the perfect body? How happen as the care itself? And yet, as the production of subjectivities of women regarding aging, legitimized through discourse? Therefore, research is guided by the ethnographic method with participant observation, in a plastic surgery hospital in Goiânia, and other various forms of research allowed by ethnography. Theorists such as Michel Foucault, Michael Angrosino, Lucia Santaella, Paula Sibilia and Simone de Beauvoir were used. Subjectivity of concepts, knowledge, power and female aging were approached by literature. We aimed to find a collaboration regarding care practices themselves and the production of female subjectivity. It was found that in the imagination of this woman regarding aging, a healthy body is connected to a body transformed by cosmetic surgery. Women who overcome fear of surgery to be "beautiful" and the shaped body, after all, the aging body is not even accepted.
Palavras-chave: Comunicação
Envelhecimento feminino
Corpo
Subjetividade
Mídia e cultura
Communication
Female aging
Body
Subjectivity
Media and culture
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Informação e Comunicação - FIC (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Comunicação (FIC)
Citação: LIMA, T. M. C. Envelhecimento feminino: produção das subjetividades do sujeito mulher pela estética do corpo. 2015. 139 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/4595
Data de defesa: 10-Mar-2015
Aparece nas coleções:Mestrado em Comunicação (FIC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Talíta Maria Carvalho de Lima - 2015.pdf750,63 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons