Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5574
Tipo do documento: Dissertação
Título: Expansão da cana-de-açúcar na microrregião do Vale do Rio dos Bois – Goiás
Título(s) alternativo(s): Expansion of sugar cane in the microregion of Vale do Rio dos Bois - Goiás
Autor: Rodrigues, Hellbia Samara Moreira de Carvalho
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/2086238452090896
Primeiro orientador: Castro, Selma Simões de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/4460827622247417
Primeiro membro da banca: Castro, Selma Simões de
Segundo membro da banca: Faria, Karla Maria Silva de
Terceiro membro da banca: Arrais, Tadeu Alencar
Quarto membro da banca: Cherem, Luis Felipe Soares
Resumo: No Brasil a intensificação dos debates internacionais no século XXI sobre a produção de energia limpa e renovável enfatiza a expansão da cana-de-açúcar, matéria prima para a produção do biocombustível etanol, considerado menos poluente. A expansão recente da cana no Brasil tem como área alvo o Centro – Sul do Bioma Cerrado, principalmente em terras antes ocupadas por grãos, algodão e pastagens e vem induzindo mudança acelerada do uso das terras, preocupando, dentre outros aspectos, pelos impactos ambientais relacionados. Desde final dos anos de 1990, em especial após 2000, a cana vem expandindo rapidamente sobre áreas antes cultivadas com outras culturas, sobretudo grãos, além de pastagens e aumentando o número de usinas. A mesorregião sul do estado de Goiás, preferida para essa rápida expansão canavieira atual, sobretudo as microrregiões de Quirinópolis, do Sudoeste, do Vale do Rio dos Bois (MRVRB), está cultiva cana desde a década de 1970 quando foi favorecida pelo Proálcool-Programa do Álcool, política pública federal que estimulou a produção de veículos movidos a álcool e que vigorou de 1975 a 1979, uma nova e recente expansão da cana foi iniciada em meados de 2004. A pesquisa tem por objetivo avaliar a expansão da monocultura da cana-de-açúcar na MRVRB de 1985 a 2013, de modo a esclarecer as causas desse processo recente e avaliar os seus impactos diretos e indiretos, com ênfase nas áreas de preservação permanente. A metodologia baseou-se em interpretação de imagens de satélite dos anos de 1985, 1995, 2005, 2010 e 2013, e em interpretação de mapas do meio físico através de análise integrada que permitiram a elaboração dos mapas de aptidão agrícola e a identificação das áreas com restrições ao cultivo da cana-de-açúcar. Conclui-se que no período considerado a MRVRB revelo o padrão recente de substituição de áreas de grãos e posteriormente pastos, além de áreas remanescentes do Cerrado, consideradas áreas de preservação permanente (APP), ainda que em menor proporção. A menor expansão foi atribuída às limitações edáficas e de relevo (topografia) que, conjugadas e associadas à oferta logística, explicariam sua não liderança estadual na expansão recente da cultura canavieira.
Abstract: In Brazil the intensification of international discussions in the 21st century on the production of clean and renewable energy emphasizes the expansion of sugar cane, raw material for the production of biofuel ethanol, considered to be less polluting. The recent expansion of sugar cane in Brazil has as target area the Center - South of the Cerrado Biome, mainly in land before occupied by grain, cotton and pastures and comes inducing accelerated change of land use, worrying about, among other aspects, by the environmental impacts related. Since the late 1990, especially after 2000, the cane has been expanding rapidly on areas before cultivated areas with other cultures, especially grains, in addition to pastures and increasing the number of plants. The mesoregion south of the state of Goiás, preferred for this rapid expansion of current, especially the sugar cane microregions of Quirinópolis, Southwest, of Vale do Rio dos Bois (MRVRB), is cultivates cane since the decade of 1970, when it was favored by Proálcool - Program of Alcohol, public policy federal that stimulated the production of vehicles powered by alcohol and which ran from 1975 to 1979; a new and recent expansion of cane was initiated in mid 2004. The research aims to assess the expansion of the monoculture of sugar cane in MRVRB 1985 to 2013, in order to clarify the causes of the recent process and assess its direct and indirect impacts, with emphasis in the areas of permanent preservation. The methodology was based on the interpretation of satellite images in the years 1985, 1995, 2005, 2010 and 2013, and in the interpretation of maps the physical environment through integrated analysis that have led to the drafting of the maps of suitability agricultural and the identification of areas with restrictions to the cultivation of sugar cane. It is concluded that in the period considered the standard MRVRB I have recent replacement of areas of grain and subsequently pastures besides remaining areas of Cerrado, considered to be Areas of Permanent Preservation (APP), albeit at a lower proportion. The lower expansion was assigned to the edaphic limitations and relief (topography), which together and associated to offer logistics, explain its leadership not in recent expansion of the sugarcane plantation.
Palavras-chave: Expansão
Cerrado
Análise ambiental
Expansion
Cerrado
Enviromental analysis
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA)
Citação: RODRIGUES, H. S. M. C. Expansão da cana-de-açúcar na microrregião do Vale do Rio dos Bois – Goiás. 2014. 118 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5574
Data de defesa: 7-Ago-2014
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia (IESA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao - Hellbia Samara M de Carvalho Rodrigues - 2014.pdf5,78 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons