Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5737
Tipo do documento: Dissertação
Título: A estética do fragmento em Kafka: a construção labiríntica em O castelo
Título(s) alternativo(s): The aesthetics of the fragment in Kafka
Autor: Andrade, Willian Junio de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0142669441887981
Primeiro orientador: Cánovas, Suzana Yolanda Lenhardt Machado
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9052844036518506
Resumo: Franz Kafka (1883 – 1924), considerado por muitos como um profeta revelador da condição precária do homem no início do século XX, escreveu obras fragmentadas, concentradas em espaços aniquiladores, que representam muito mais do que um simples pano de fundo. Tanto sob o ponto de vista da composição textual, bem como sob o viés simbólico e mítico, essa categoria narrativa desempenha papel decisivo para a compreensão do modo como muitos temas e personagens são caracterizados no texto literário. Dessa forma, o objetivo central da pesquisa é analisar a construção espacial no romance O castelo, publicado em 1922, considerando a fragmentação e a atomização da representação do mundo próprias à arte do início do século XX. Além da obra mencionada, também serão usados outros textos a fim de desenvolver a pesquisa com exemplos que comprovem a hipótese do espaço ficcional da obra kafkiana ser criado sob uma concepção labiríntica. Assim, a simbologia do labirinto influencia os aspectos temáticos e formais do maior romance de Kafka. Tendo isso em vista, nosso trabalho aciona teorias a respeito da hermenêutica simbólica para melhor entender o valor do mito do labirinto em nossa cultura e a apropriação dele como elemento simbólico e artístico. Nesse caso, os estudos de André Peyronie (1998), Gilbert Durand (2002), Carl Gustav Jung (2008) e Mercia Eliade (1878) nos darão suporte teórico. Por se tratar de uma categoria narrativa, o espaço também deve ser visto a partir de teorias que o apresentam conforme elemento estrutural, como é o caso das concepções de ‘narração’ e ‘descrição’ mencionados ao longo da pesquisa. Ao considerar essa abordagem, serão indicados estudos de Osman Lins (1976), Anatol Rosenfeld (1976) e George Lukács (1968). Por fim, o capítulo com as considerações finais, cujo título é “Bifurcação das vias”, indica o labirinto como sendo o próprio texto literário, no qual o indivíduo é representado de forma múltipla em um universo cujas situações vividas são aparentes e repletas de obstáculos.
Abstract: Franz Kafka (1883 - 1924), considered by many as a prophet revealing the precarious condition of man in the early twentieth century, wrote fragmented works, concentrated in annihilating spaces, which represent much more than a simple backdrop. Both from the point of view of textual composition and under the symbolic and mythical bias, this narrative category plays a decisive role in the understanding of how many themes and characters are featured in the literary text. Thus, the main objective of the research is to analyze the spatial construction in the novel The castle, published in 1922, considering the fragmentation and the own world representation of the atomization the art of the early twentieth century. In addition to the work mentioned, they will also be used other texts in order to develop research with examples that prove the hypothesis of the fictional space of Kafkaesque work is created under a labyrinthine design. Thus, the labyrinth symbolism influences the thematic and formal aspects of the greatest novel of Kafka. With this in mind, our work triggers theories about the symbolic hermeneutics to better understand the value of the labyrinth myth in our culture and his appropriation as symbolic and artistic element. In this case, the studies of Peyronie André (1998), Gilbert Durand (2002), Carl Gustav Jung (2008) and Mircea Eliade (1878) to give theoretical support. Because it is a narrative category, the space must also be seen from theories that present as structural element, such as the concepts of 'narrative' and 'description' mentioned throughout the study. For this reason they will be given study Osman Lins (1976), Anatol Rosenfeld (1976) and George Lukacs (1968). Finally, the chapter with the final remarks, entitled "Bifurcation of the way," indicates the maze itself was the literary text, in which the individual is represented in multiple forms in a universe whose experienced situations are apparent and full of obstacles.
Palavras-chave: Franz Kafka
Espaço
Hermenêutica simbólica
Labirinto
Franz Kafka
Space
Symbolic hermeneutics
Maze
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: ANDRADE, W. J. A estética do fragmento em Kafka: a construção labiríntica em O castelo. 2012. 85 f. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5737
Data de defesa: 13-Jun-2012
Aparece nas coleções:Mestrado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Willian Junio de Andrade - 2012.pdf1,1 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons