Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5751
Tipo do documento: Dissertação
Título: A imaginária religiosa de Goiás: o reconhecimento de Veiga Valle e o anonimato dos santeiros goianos (1820-1940)
Título(s) alternativo(s): The sacred art in Goiás: the recognition of the work of Veiga Valle and the other anonymous saint makers (1820-1940)
Autor: Machado, Raquel de Souza
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/6839082306988363
Primeiro orientador: Borges, Maria Elizia
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0672444382021221
Primeiro membro da banca: Rabelo, Danilo
Segundo membro da banca: Noronha, Márcio Pizarro
Terceiro membro da banca: Borges, Maria Elizia
Resumo: Nesta dissertação, intitulada “A imaginária religiosa de Goiás: o reconhecimento de Veiga Valle e o anonimato dos santeiros goianos (1820-1940)”, procuro divulgar os resultados da pesquisa de campo e bibliográfica sobre os santeiros goianos que ficaram à sombra de José Joaquim da Veiga Valle (1806-1874) no século XIX e início do século XX. O período dessa produção artística abrange de 1820 a 1940. Não apresento, contudo, um estudo histórico secular, e sim a biografia dos artistas e suas obras. O que pretendo é, por meio das fontes e imagens, analisar as representações iconográficas religiosas desse tempo histórico, no qual se destaca o papel dos artistas santeiros responsáveis por sua produção, interpretando-os como artistas criadores, originais ou não, que representaram a sua subjetividade ou o espírito da coletividade da época. Busco estabelecer as relações entre história e história da arte no que se refere à arte santeira e entendo ser necessária uma compreensão da linguagem imagética e seu potencial de leitura para uma análise comparativa entre as obras. O objetivo, a princípio, era realizar um estudo comparativo entre as obras de Veiga Valle e de seu filho Henrique Ernesto da Veiga Jardim (1849-1933). No entanto, no decorrer da pesquisa, descobri que havia outros santeiros goianos que mereciam ser reconhecidos, isto é, sair de sua condição de quase anonimato. O intuito passou a ser a descoberta dessas obras, buscar sua localização e algum documento que comprovasse a autoria. Nas cidades de Goiás, Pirenópolis, Goiânia, Jaraguá e Cuiabá, fiz a pesquisa empírica e as entrevistas, para as quais utilizei a metodologia da história oral. Entre os santeiros goianos destacados estão os pirenopolinos Antônio de Sá (1879-1905) e Francisco Ignácio da Luz (1821-1878); os vilaboenses Henrique Ernesto da Veiga Jardim e Sebastião da Silva de Jesus, este conhecido como Sebastião Epifânio (1869-1937). Para entender a imaginária religiosa em Goiás, considero pertinente a definição de um grupo de imagens para o estudo iconográfico: as esculturas do Menino Deus, que foram escolhidas por sua presença nas festas religiosas goianas e por terem sido realizadas, em boa quantidade, por Veiga Valle e, entre os santeiros estudados, somente o padre Francisco Ignácio não o esculpiu ou não se teve notícia a esse respeito. Nesta pesquisa, abordo alguns conceitos relacionados à história e à história da arte e interpreto o que foi encontrado, uma vez que a história apresenta versões e busca uma aproximação com a verdade, uma verossimilhança. Por meio de documentos e análise iconográfica, busco tirar alguns santeiros do anonimato, valorizar a sua arte, herança ao patrimônio cultural goiano, destacar que essa imaginária religiosa possui grande significado devocional e hoje é vista também como objeto artístico. Muitas dessas obras se encontram em acervos particulares ou estão expostas em museus e outras ainda estão em igrejas.
Abstract: This Master's Thesis, entitled “The Sacred Art in Goiás: the recognition of the work of Veiga Valle and the other anonymous saint makers (1820-1940)”, presents the results of the field research and the literature review about the saint makers from the state of Goiás, Brazil, that remained under the shadow of José Joaquim da Veiga (1806-1874) during the 19th century and the beginning of the 20th century. Hence, the considered period of the artistic production starts in 1820 and ends in 1940. In spite of not including a secular historical study, this work deals with the biographies of the artists and their art works. Regarding the religious iconographic representations, only those that are relevant to the role of saint makers, related to the considered period, are analyzed. Basically, the text discuss the saint makers role as creators of either original or non-original art works that represent not only their own subjectiveness but also the collective spirit of their time. In addition, the aim is to determine the relations between history and art history in terms of saint makers art and to understand the language associated to the images and their potential for the comparative analyses of the works. Initially, the objective was to develop a comparative study between the works by Veiga Valle and his son Henrique Ernesto da Veiga Jardim (1849-1933). However, the conducted research revealed other saint makers from the state of Goiás that deserve recognition as well. Hence, the goal was slightly modified into the discoveries of their works, their location and the authorship corroborating documents. In the cities of Goiás, Pirenópolis, Goiânia, Jaraguá and Cuiabá, the empirical research and interviews were developed based on the methodology of the oral history. Among the most relevant saint makers from the state of Goiás, one can mention Antonio de Sá (1879- 1905) and Francisco Ignácio da Luz (1821-1878), both from the city of Pirenópolis, Henrique Ernesto Veiga Jardim and Sebastião da Silva Jesus, this one known as Sebastião Epifânio (1869-1937) from the city of Vilas Boas. In order to understand the sacred art in Goiás, it is important to define a group of images for the iconographic study, namely, the sculptures of God Boy, that were chosen not only due to their presence during religious celebrations, but also because they were made in significant numbers by Veiga Valle and the other studied saint makers. Only Francisco Ignácio has never carved or even there is no sign about such event. The aim of this research is to focus on some concepts related to the art history and to demonstrate the interpretation about the found discoveries, once the history itself shows distinct versions and seeks an approximation with the truth, the verisimilitude. Through the collection of documents and iconographic analysis, the research was conducted towards to reveal anonymous saint makers, to valorize their art works, a heritage of the cultural patrimony from the state of Goiás. Additionally, these sacred art works have great devotional meaning and nowadays they are also considered as artistic objects. Most of these works can be found in either private collections or even are exposed in museums and churches.
Palavras-chave: Goiás
Santeiros
Esculturas
Iconografia
Goiás
Nineteenth and twentieth centuries
Saint makers
Sculptures
Iconography
Séculos XIX e XX
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de História - FH (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Historia (FH)
Citação: MACHADO, Raquel de Souza. A imaginária religiosa de Goiás: o reconhecimento de Veiga Valle e o anonimato dos santeiros goianos (1820-1940). 2016. 274 f. Dissertação (Mestrado em Historia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5751
Data de defesa: 14-Jul-2016
Aparece nas coleções:Mestrado em História (FH)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Raquel de Souza Machado - 2016.pdf18,14 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons