Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8359
Tipo do documento: Dissertação
Título: A ontologia fundamental heideggeriana em Ser e tempo
Título(s) alternativo(s): The heideggerian fundamental ontology in Being and time
Autor: Barbosa, Alexandre Guedes
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8992545396823799
Primeiro orientador: Korelc, Martina
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4776715Y9
Primeiro coorientador: Almeida, Fábio Ferreira de
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/3543790024810464
Primeiro membro da banca: Fernandes, Marcos Aurélio
Segundo membro da banca: Christino, Daniel
Terceiro membro da banca: Almeida, Fábio Ferreira de
Resumo: A Ontologia Fundamental é o projeto heideggeriano que visa, com o alcance do sentido do Ser em geral, fundamentar todas as demais ontologias possíveis, uma vez que estas se caracterizam por investigar modos de ser específicos. A meta geral de Ser e tempo (1927), livro capital de Martin Heidegger (1889-1976), busca elaborar uma autêntica pergunta pelo sentido do Ser por referência ao tempo como horizonte possível para o Seu entendimento. Ao alcançarmos esta meta, seremos capazes de identificar o problema da relação doadora de sentido entre tempo e Ser e, assim, compreender propriamente o projeto da Ontologia Fundamental. Mas Ser e tempo não foi publicado em sua inteireza no ano de 1927, permanecendo neste estado de incompletude até a morte de seu autor. Sendo assim, nosso objetivo é compreender se, com a pausa estabelecida no tratado, sua meta geral e, consequentemente, a Ontologia Fundamental, foram comprometidas em seus projetos. Veremos que a Analítica Existencial Preparatória do Dasein pode nos conduzir à tematização do problema da temporialidade (temporalität) como condição de possibilidade da compreensão do Ser; que, neste sentido, a Ontologia Fundamental, enquanto projeto, estabelece seu início; e que, não obstante haver tarefas inconclusas, podemos compreender que a meta geral de Ser e tempo pode ser alcançada. A Ontologia Fundamental é o projeto heideggeriano que visa, com o alcance do sentido do Ser em geral, fundamentar todas as demais ontologias possíveis, uma vez que estas se caracterizam por investigar modos de ser específicos. A meta geral de Ser e tempo (1927), livro capital de Martin Heidegger (1889-1976), busca elaborar uma autêntica pergunta pelo sentido do Ser por referência ao tempo como horizonte possível para o Seu entendimento. Ao alcançarmos esta meta, seremos capazes de identificar o problema da relação doadora de sentido entre tempo e Ser e, assim, compreender propriamente o projeto da Ontologia Fundamental. Mas Ser e tempo não foi publicado em sua inteireza no ano de 1927, permanecendo neste estado de incompletude até a morte de seu autor. Sendo assim, nosso objetivo é compreender se, com a pausa estabelecida no tratado, sua meta geral e, consequentemente, a Ontologia Fundamental, foram comprometidas em seus projetos. Veremos que a Analítica Existencial Preparatória do Dasein pode nos conduzir à tematização do problema da temporialidade (temporalität) como condição de possibilidade da compreensão do Ser; que, neste sentido, a Ontologia Fundamental, enquanto projeto, estabelece seu início; e que, não obstante haver tarefas inconclusas, podemos compreender que a meta geral de Ser e tempo pode ser alcançada.
Abstract: The Fundamental Ontology is the Heidegger’s project that aims, with the reaching of the sense of Being in general, to found all others possible ontologies since they are characterized by investigating of specifics ways of being. The overall goal of Being and Time (1927), Heidegger’s main work (1889-1976), aims to elaborate the authentic question about the sense of Being by reference to time as possible horizon for His understanding. When we reach this goal, we will be capable to identify the problem of the relationship that give meaning between time and Being, so get properly the understanding the Fundamental Ontology’s project. However, Being and Time was not entirely published in the year 1927, remaining in this state of incompleteness until the death of its author. In this way, our aim is understand if with pause established in the treatise, the general scope and consequently the Fundamental Ontology were compromised in your projects. We will see that the Dasein’s preparatory existential analytic can conduct us to the thematization of the temporality’s problem (temporalität) as condition of the possibility of the Being’s comprehension; and so, we can understanding that the Fundamental Ontology qua project began; and finally, that notwithstanding there are incompletion tasks we can understanding that Being and Time reached its general goal.
Palavras-chave: Ontologia
Sentido
Ser
Tempo
Heidegger
Ontology
Sense
Being
Time
Heidegger
Área(s) do CNPq: FILOSOFIA::METAFISICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Filosofia - FAFIL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Filosofia (FAFIL)
Citação: GUEDES, A. A ontologia fundamental heideggeriana em Ser e tempo. 2018. 95 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8359
Data de defesa: 10-Abr-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Filosofia (FAFIL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Alexandre Guedes Barbosa - 2018.pdf1,83 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons